NEWSLETTER
Cadastre seu e-mail e receba notícias, promoções...
BT NEWSPAPERS
clique e baixe
Massachusetts | Edição: 2576 / Publicação: 31/10/2014
New York | Edição: 1743 / Publicação: 27/10/2014
BT MAGAZINE
BT Magazine | Edição: Brazilian Times Magazine 11 / Publicação: 20 de Setembro de 2014
EXCHANGE RATES
Editorial - Imigração
AUMENTAR FONTE
Brasileiros que retornam dos EUA sofrem síndrome do regresso e se arrependem
06 de maro de 2012.

A crise dos países desenvolvidos está levando muitos brasileiros a fazerem as malas de volta para casa. Segundo o Itamaraty, muitos que moravam nos EUA já retornaram desde o começo da recessão, em 2008. Mas o índice de arrependimento é grande, quando os regressados se deparam com as diferenças entre os EUA e o Brasil.

O relatório de 2011 sobre a população expatriada sai no fim deste mês, e a taxa de retorno deve ser ainda maior. Há tanta gente comprando a passagem de volta e tanta dificuldade de reintegração ao mercado de trabalho brasileiro que o Itamaraty lançou o "Guia de Retorno ao Brasil", distribuído nas embaixadas.

O caminho de volta pode gerar depressão. É a "síndrome do regresso", termo cunhado pelo neuropsiquiatra Décio Nakagawa para designar certo "jet lag espiritual" que aflige ex-imigrantes.

Morto em 2011, Nakagawa estudava a frustração de brasileiros que voltavam ao país após uma temporada de trabalho em fábricas japonesas.

"A adaptação em um país diferente acontece em seis meses, já a readaptação ao país de origem demora dois anos", diz a psicóloga Kyoko Nakagawa, viúva do psiquiatra e coordenadora do projeto Kaeru, de reintegração de crianças que voltam do Japão.

Se ao sair do país o imigrante se cerca de cuidados para amenizar o choque cultural, no retorno a ilusão é de que basta descer do avião para se sentir em casa.

"Retornar é uma nova imigração", diz a psicoterapeuta Sylvia Dantas, coordenadora do projeto de Orientação Intercultural da Unifesp. "A sensação é de que perdemos o bonde, estamos por fora do que deveríamos conhecer como a palma da mão."

Quando voltou do segundo intercâmbio no Canadá, o gerente de marketing Rafael Marques, 33, descobriu que havia ficado para tio: "Todos os meus amigos estavam casados, com outras prioridades. Demorei meses para me situar". Resultado: deprimiu. Recuperado, hoje ele trabalha com intercâmbios.

Para amenizar o estranhamento, a analista de marketing Natasha Pinassi, 34, se refugiou nos amigos feitos durante sua vivência de um ano fora do país: "Em pouco tempo no Brasil percebi que deveria ter feito minha vida. Já não via graça nas pessoas e nos lugares que frequentava antes. Só conversava com brasileiros que conheci no exterior".

A família pouco ajudava: "Não pude falar o que sentia. Eu me culpava por estar sofrendo enquanto meus pais estavam felizes com minha volta", diz Natasha, que tomou antidepressivos para tentar sair desse estado.

A síndrome não é exclusividade dos brasileiros. "Em minhas pesquisas com imigrantes, percebi um sentimento geral de que o país deixado não é o mesmo na volta", diz Caroline Freitas, professora de antropologia da Faculdade Santa Marcelina. "Um português me disse não querer voltar por saber que Portugal já não estaria lá."

ABANDONO

Quem sofre de síndrome do regresso é frequentemente considerado esnobe. Parentes e amigos têm pouca paciência com quem volta reclamando: "O retorno tem uma significação para aquele que ficou. Junto com saudade, há um sentimento inconsciente de abandono, ressentimento e de inveja daquele que se aventurou", explica Dantas.

Para Nakagawa, amigos costumam simplificar o processo de reintegração: "Há uma pressão para que a pessoa 'se divirta'. Na melhor das intenções, os amigos não respeitam o tempo do viajante".

Se a família também não ajudar, o ideal é procurar um psicólogo com formação intercultural. Em São Paulo, o núcleo intercultural da Unifesp dá orientação gratuita
(DA REDAÇÃO)
Comentários (23)
Jones
sao paulo - sao paulo - 23-04-12
morrei em newark a tres anos atras, fui pelo mexico, e tirei meu tax id ai..voltei para são e hoje me encontro em uma situacao financeira melhor doque a dai..Mas gostaria de voltar para passear fazer compras etc...se eu tirar um novo passaporte e tentar meu visto posso ter sucesso sendo que nunca tive problema de court...quando dei saida da america vim pela TAM e não carimbaram meu passaporte..eu tirando outro sera outro numero....ou não adianta nem eu tentar que meu nome conta ai nos estados unidos...Muito obrigado
Dirceu Bizelli
Orlando, FL - Florida - 29-03-12
Li os comentarios sao bastanes interessantes, na verdade e tudo uma questao de opiniao pessoal, sem deixar de lado que algumas coisas entre Brasil e Estados Unidos ou outro pais de primeiro mundo nao se compara, no meu caso particular posso dizer que sofri bastante nos Estados Unidos consequencia da forma que aqui cheguei com a Esposa e dois filhos pequenos, lavei muita louca, sequei muito chao, me esqueci muitas vezes de que eu havia estudado no Brasil cheguei a ter cargos importantes, mas de qualquer forma para mim o resultado esta sendo mais positivo nao lavo mais louca nem limpo chao mais de restaurantes, tenho um pequeno negocio www.summerturismo.com que estou tentando com muito sacrificio montar estou pronto so preciso agora dos clientes que luto dia e noite para conseguir, tive duas grandes vitorias e uma conquista aqui nos estados unidos Minha primeira vitoria tive a rica oportunidade de Estudar a Biblia e descobri que existe um outro mundo muito colorido com uma promessa verdadeira leia joao 17:3 a outra vitoria e que aprendi ser mais humilde como pessoa e entender que nao existe povo ruim ou bom, sao apenas culturas diferentes e alguns aspectos nos brasileiros temos muito que melhorar deveriamos ser um povo muito mais unido do que somos e nao aquelas amizades interesseiras e superficiais, minha vitoria foi ter conseguido meu green card, acho que para minha familia foi bom, meus filhos tem trabalho uma vida normal, e nao temos aquele medo da violencia que infelismente ainda existe no Brasil, sem punicao exemplar sem nenhuma prevencao. as criancas abandonadas hoje pelos pais, sociedades e governo serao aquelas que matarao, roubarao no futuro pense nisto, claro que sempre amaremos o Brasil e sempre sabendo que os EUA tambem nao e o paraiso, a alegria esta dentro de cada um, principalmente se ele acredita em si mesmo, ama o proximo, e tem confianca completa em Deus.
DIONEA BRITTO
new york - ny - 28-03-12
...descobri que primeiro mundo ...so existe NO BOLSO DA GENTE!!!...no BRAZIL...tive empregadas,aqui 'EU SOU"...nunca peguei onibus...aqui METRO VELHO E LOTADO ... ROUPA SUJA SE LAVA EM CASA ...nao aqui ,e um sobe e desce de SACOS DE ROUPA SUJA,...nas ruas,nos elevadores,etc..'LAUNDRY...esse e o nome ,um jeito moderno,sendo que lavar roupas no "RIACHO"...era mais divertido !...casas fechadas ,cheirando a mofo,banheiros sem coisas simples como 'RALOS",p/escoar a agua.,as casas em sua gde maioria nao sao favelas nao...mas sao de MADEIRA,...na cidade predios velhos,com problemas de falta de manutencao,pintura,e dedetizacao...ratos enormes,percevejos,etc..mas custam em media em manhattan 3rd av. 2 quartos,por volta de 2,3 milhoes de uss ???entao?...uma casinha branca,na beira do rio,com cachoeira,uma varanda,um forno a lenha ,muita limpeza,flores,passaros,...e toda a parafernalia internautica,computador,celular,etc...que tal juntar tudo que a gente gosta.num lugar "legal,gente que a gente gosta e viceversa,comida fresca,quintal.jardim,"ar puro'...uma camioneta zero ...ie um mundo de sonho.???nao ,tudo e possivel...juntar o util ao agradavel...uma bela paisagem,e um conforto em bens que nao se abre mao...QUEM FAZ O PRIMEIRO MUNDO SOMOS NOS!!!ACREDITE...KEEP YOUR FAITH!!!
donna britto
NEWARK - NJ - 28-03-12
...pqp...escrevi meia hora..perdi a mensagem!...resumindo ...nao FACA COMPARACOES,..SO PESQUISAS P/IINFORMACOES !!!VIVER,AQUI,LA...OU ACOLA...depende dos reais OBJETIVOS de cada um...portanto sao decisoes pessoais...e cada um tera de ser SINCERO...consigo mesmo p/ poder ter a coinciencia tranquila e ser FELIZ...nao rico !!!posso dizer de carteirinha...FELICIDADE E UMA UMA EMOCAO PESSOAL,PARTICULAR,PORQUE E UM ESTADO DE ESPIRITO,E NAO VINCULADA A CONTA BANCARIA!..se fosse assim...oWALL STREET...nao sofreria !!!voltando,faca dessa experiencia magnifica ,desse aprendizado,desse enriquecimento pessoal,algo p/nos tornar melhores pessoas,mais humildes,mais prestativas,enfim seres humanos c/ selo de qualidade aprovado em qialquer 'FRONTEIRA"...porque ela so existe p/as AUTORIDADES...porque nosso BIG BOSS...esta so de bico !!!!
donna britto
NEWARK - NJ - 27-03-12
...A MATERIA FOI MUITO BEM ELABORADA,PARABENS !...AGORA O ASSUNTO...E SERIO E SIMPLES DEMAIS !!!VIVER,E NAO TER A VERGONHA DE SER FELIZ..."AGORA ,CONQUISTAR ESSE ESTADO,QDO NOS SOMOS TOTALMENTE UNICOS....VAI REALMENTE DA MENTALIDADE,ESCOLHA,OBJETIVOS,ETC DE CADA UM!!!QDO ,SE IMIGRA POR CAUSA SOMENTE DA GRANA E UMA COISA,PORQUE SO SE VIVE UMA VEZ:NAO EXISTE LUGAR QUE NOS FAZ FELIZ...SE A GENTE NAO TIVER PREPARADO P/ SABER QDO ???AGORA,SEM BAIRRISMOS....E BOM TER O ORGULHO DE SER "BRASILEIRO"...COM TODO RESPEITO AOS OUTROS PAISES !!!
Envie seu comentário preenchendo
o formulário abaixo.
>> Outras notícias
Copyright © 2008 Brazilian Times. Todos os direitos reservados.
É permitida a reprodução de matéria e foto desde que citada a fonte: Braziliantimes.com

Produzido e gerenciado por: Midtech.