Brazilian Times

Publicado em 07 / 05 / 2012

Indocumentado tenta atropelar policial em Blitz

O Departamento de policia da cidade de Lynn, em Massachusetts, afirmou que o homem que tentou atropelar um policial estadual durante uma blitz, é um imigrante indocumentado. O caso aconteceu na manhã de sexta-feira (04) e Nestor Mendez, 25 anos, foi levad

O Departamento de policia da cidade de Lynn, em Massachusetts, afirmou que o homem que tentou atropelar um policial estadual durante uma blitz, é um imigrante indocumentado. O caso aconteceu na manhã de sexta-feira (04) e Nestor Mendez, 25 anos, foi levado para a cadeira de Middleton e colocado sob custódia do Immigration and Customs Enforcement - ICE. As informações foram dadas pelo porta-voz, David Procópio.

Aproveitando-se do caso, o xerife Lewis Evangelista, do Condado de Worcester, tentou promover o programa "Security Community" em Massachusetts. Ele tem encabeçado uma campanha para forçar o Governador Daval Patrick a assinar a parceria com o Departamento de Imigração. "Mais uma vez está provado que imigrantes criminosos não devem permanecer em nosso país", disse.

O xerife ressaltou, ainda, que o Estado não pode mais continuar conivente com a liberação de imigrantes presos por cometerem delitos contra a segurança pública. "Precisamos dar um basta nisso", afirma ressaltando que o governador está brincando com fogo por não querer que o ICE trabalhe em parceria com os policiais.

O porta-voz do ICE, Ross Feinstein, confirmou que Mendez é um imigrante procurado pela Imigração, mas não confirmou o seu país de origem.

Segundo o Boletim de Ocorrência, por volta das 9h30, Mendez tentou fugir de uma blitz rotineira de trânsito. Para isso ele tentou atropelar o policial estadual Vryan Erickson, que conseguiu sair da frente do veículo conduzido pelo imigrante. Mesmo assim o oficial foi atingido por outro carro que vinha na direção contrária. Ele sofreu lesões no ombro e nas costas e foi liberado do Salem Hospital, no mesmo dia.

Pouco depois, o policial Paulo Langone capturou Mendez e o acusou de estar dirigindo sobre efeitos de bebida alcoólica, lesão corporal, agressão com arma perigosa (o carro) e deixar a cena do crime sem prestar ajuda, além de dirigir sem carteira de motorista. (texto: Luciano Sodré)