Publicado em 29/01/2008 as 12:00am

A pedido de Dilma, CGU vai investigar gastos de dois ministros com cartões corporativos

A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) solicitou nesta terça-feira que a CGU (Controladoria Geral da União) investigue o ministro Altemir Gregolin (Pesca), além de Matilde Ribeiro (Igualdade Racial) por suposto uso irregular de cartões corporativos.

 

A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) solicitou nesta terça-feira que a CGU (Controladoria Geral da União) investigue o ministro Altemir Gregolin (Pesca), além de Matilde Ribeiro (Igualdade Racial) por suposto uso irregular de cartões corporativos. Como as duas pastas são vinculadas diretamente à Presidência da República, não caberia à controladoria a investigação.

O documento de Dilma, solicitando as duas investigações, chegou à CGU menos de 24 horas depois de a Comissão de Ética Pública --órgão ligado diretamente ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva-- solicitar que fossem apurados os gastos de Matilde.

De acordo com a CGU, os órgãos ligados à Presidência da República e aos ministérios da Defesa e de Relações Exteriores têm organismos próprios de controle interno para efetuar investigações.

Segundo a CGU, o ministro Jorge Hage afirmou que antes mesmo das solicitações oficiais de investigações, tanto Gregolin como Matilde se mostraram dispostos a prestar esclarecimentos.

Porém, as informações detalhadas ainda não chegaram à CGU. De acordo com assessores, não há prazo definido para o envio dos esclarecimentos.

Matilde Ribeiro deve ser investigada por gastar R$ 461,16 em um free shop e pagar a despesa com o cartão corporativo. Segundo assessores, ela já ressarciu a União.

Ontem à noite, o presidente da Comissão de Ética Pública, Marcílio Marques Moreira, disse que o assunto foi tema da reunião. Segundo ele, o órgão não tem atribuições nem condições para investigar.

Fonte: (folha on line)