Publicado em 15/06/2008 as 12:00am

Ministério do Trabalho vai abrir escritórios no exterior

Ministro Carlos Lupi afirma estar preocupado com a situação dos trabalhadores brasileiros no exterior

O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, antecipou nesta semana que a criação de empregos com carteira assinada vai ultrapassar um milhão de novas vagas nos primeiros cinco meses de 2008, no Brasil. O resultado representa um aumento de cerca de 30% sobre o mesmo período do ano passado. Lupi fez o anúncio de Genebra, na Suíca, onde participa de conferência da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Quanto à taxa de desemprego, Lupi aposta em uma redução dos atuais 8,7% para 8% até o final do ano. "Entre 2003 e 2007, criamos 8 milhões de postos de trabalho e em 2008 o ritmo será ainda mais intenso", afirmou.

 

Trabalho no exterior

Além da geração de empregos no País, Lupi afirma estar preocupado com a situação dos trabalhadores brasileiros no exterior. No próximo dia 20, o ministro irá inaugurar o primeiro escritório de atendimento aos brasileiros no exterior para que possam ser informados de seus direitos, para que façam denúncias de exploração e regularizem sua situação.

O primeiro escritório será inaugurado na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, em Foz de Iguaçu (PR). "O objetivo será o de servir os 'brasiguaios' que trabalham do lado paraguaio da fronteira", afirmou Lupi.
Segundo ele, as denúncias de exploração de brasileiros na região é grande. Escritórios de apoio aos trabalhadores ainda serão criados nos Estados Unidos, Japão e Espanha. Lupi, porém, garante que a agência não irá questionar os trabalhadores brasileiros sobre a legalidade de seus vistos.
"Não vamos ser polícia", garantiu.

Fonte: (G1)