Publicado em 26/06/2009 as 12:00am

Adolescente com nova gripe no RS não é mais transmissora

Ela está sedada e respira por aparelhos em UTI em Santa Maria (RS). Menina foi internada no sábado (20) após se contaminar na Argentina.

A jovem de 14 anos que contraiu a nova gripe em uma viagem para a Argentina não é mais transmissora da doença, segundo a Vigilância Epidemiológica do Hospital Universitário de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde sábado (20).

"O período em que o paciente é transmissor vai até o sétimo dia a contar do início dos sintomas. Por protocolo, eles ficam isolados por cerca de dez dias, mas não temos mais essa preocupação com este caso", disse o médico infectologista Fábio Lopes Pedro, que cuida da jovem em Santa Maria (RS).

Segundo Lopes, não há referências no Brasil de um caso parecido com o da menina. "O detalhe é que o quadro dela não evoluiu do vírus influenza para uma inflamação bacteriana ou para complicações secundárias típicas. Ela evoluiu direto para lesões graves nos músculos, coração, fígado e pulmão", disse Lopes.

Apesar de não ser mais tranmissora da nova gripe, apenas uma equipe de oito pessoas, que se revezam em turnos de 24 horas, tem contato com a paciente. "Isso é feito para minimizar os riscos de contágio", disse o infectologista.

Recuperação

O infecctologista afirmou que esse tipo de evolução da gripe é raro entre os casos registrados no país. "O caso dela é diferenciado e a recuperação dela deve durar até quatro semanas na UTI", disse Lopes

Ainda de acordo com o médico, a adolescente está sedada e em isolamento na UTI do hospital desde que chegou para se tratar. Segundo Lopes, o quadro clínico dela indica pneumonia viral primária, com significativa gravidade. "Apesar disso, ela está melhor do que quando chegou."

A paciente é moradora de São Gabriel (RS), cidade que está em situação de emergência desde segunda-feira (22). Aulas e eventos estão proibidos no município e nem missa pode ser rezada.

Investigação

O Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital Universitário de Santa Maria aguarda resultados de outros nove casos de suspeita da nova gripe. "Sete deles são de Santa Maria e outros dois de Jaguari (RS). Todos eles estão estáveis e foram para suas casas", disse Lopes.

Situação de emergência
Em São Gabriel, a cerca de 300 quilômetros da fronteira com a Argentina, os moradores estão evitando lugares públicos. Nos bancos, por exemplo, o movimento caiu. E quem tem que atender os clientes trabalha de máscara. Tem sido assim em supermercados, lojas, postos de gasolina e restaurantes.

Uma adolescente que esteve na Argentina contraiu a gripe e está internada em estado grave, em Santa Maria. O médico que fez o diagnóstico diz que o caso dela não é comum. “Sabemos que a gripe A é menos letal que uma influenza normal. No caso dessa menina provavelmente ela acabou tendo uma diminuição da imunidade e uma bactéria levou a um quadro de pneumonia. É uma situação extrema, mas um caso isolado. Não é assim que se comporta essa gripe”, diz Nilson Pereira, pneumologista.

Fonte: (G1)