Publicado em 14/08/2009 as 12:00am

População brasileira ultrapassa os 191 milhões, diz IBGE

Estimativa considera taxas da natalidade, mortalidade e migração. Data de referência do levantamento é 1º de julho de 2009.


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta sexta-feira (14), a estimativa da população brasileira para estados e municípios. A data de referência do levantamento é, segundo o instituto, 1º de julho de 2009. Em todo o país, a população estimada é de 191.480.630 pessoas.

No levantamento do ano passado, realizado em agosto, a população total estimada no país era de 189.612.814 pessoas.

Ainda de acordo com o IBGE, São Paulo é a unidade da federação mais populosa, com 41,4 milhões de habitantes, seguida por Minas Gerais (20 milhões) e Rio de Janeiro (16 milhões). Nessas três unidades da federação da Região Sudeste se concentram cerca de 40,4% da população brasileira.

Entre os municípios, São Paulo é a cidade mais populosa, com 11 milhões de habitantes, seguida pelo Rio de Janeiro (6,2 milhões) e Salvador (3 milhões). Se desconsideradas as capitais, os municípios brasileiros mais populosos são Guarulhos (1,3 milhão), Campinas (1,1 milhão) e São Gonçalo (992 mil habitantes), que estão nas três primeiras posições desde 2000.

O levantamento do IBGE aponta ainda que a cidade de Borá, em São Paulo, tem a menor população do país, estimada em 837 habitantes.

De acordo com o instituto, para a estimativa são consideradas as taxas da natalidade, mortalidade e migração. Os dados do IBGE consideram os 26 estados do país e o Distrito Federal. São estimadas as populações de 5.565 municípios brasileiros.

                    

Pesquisa anual

A estimativa da população residente nos municípios é divulgada anualmente, em cumprimento ao que determina a lei complementar nº 59, de 22 de dezembro de 1988, e o artigo 102 da lei nº 8443, de 16 de julho de 1992.

As estimativas populacionais são importantes para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos. O parâmetro é, segundo o IBGE, usado pelo Tribunal de Contas da União na distribuição do Fundo de Participação de Estados e Municípios.

Fonte: (G1)