Publicado em 14/12/2009 as 12:00am

Feira 'Música Brasil' abre oportunidades para a música brasileira

Esta acontecendo esta semana, de 09 a 13 de Dezembro, em Recife, a segunda edição da Feira Música Brasil, rodada de negócios. O maior evento de música do Brasil reúne empresas de diversos setores da música e da industria, grandes nomes da música brasil

 

Por  Claudia Carmo para o BT, direto de Recife


Esta  acontecendo  esta semana, de 09 a 13 de Dezembro, em Recife,  a segunda edição da Feira Música Brasil, rodada de negócios. O maior evento de música do Brasil reúne empresas de diversos setores da música e da industria, grandes nomes da música brasileira e novas bandas,  que foram selecionadas para mostrar seu trabalho.

A feira  começou a todo vapor, o Marco Zero, onde foram montato dois grandes palcos, que ficou pequeno pela quantidade de pessoas que assistiram aos shows de graça. Mano Brow , dos Racionais Mc, fez a galera delirar, cantando junto com a Banda  Black Rio. Na sequência  a banda pernambucana Nação Zumbi, não deixou ninguém parado, na gravação do DVD ao vivo, que teve a participação dos Paralamas do Sucesso.

E a festa não parou, no segundo dia a Banda Sepultura também agitou os pernambucanos e gente de todo o Brasil e do mundo, inclusive americanos. Hoje, não vai ser diferente, além das bandas que foram selecionadas para cantar,Marcelo D2 e Pitty, irão repetir a dose. Amanhã, será a vez da Banda Fresno e Strike subirem nos palcos.

Mas não são só os shows, que movimentam a cidade de Recife. Durante todos os dias, palestras, rodadas de negócios, atrações culturais espalhadas por toda a cidade acontecem as tardes.

O Prefeito da cidade de Recife, João da Costa, participou da abertura do evento, no Teatro Apolo, e se mostrou emocionado com a realização da feira na cidade.”Talvez a música seja uma das principais manifestações da cultura da cidade, de onde muito recifense sobrevive. E poder discutir a dimensão econômica, as diferentes formas de contribuições econômicas que ela proporciona para a cidade, especialmente nesse momento no qual o mundo se encontra, é de extrema importância”, disse o prefeito. Para João da Costa, é, também, um leque de novas oportunidades para os que vivem da música. “Recife é celeiro de novos talentos e a Feira oferece contato com outros produtores e artistas. Isso pode ser um diferencial para muita gente daqui ser descoberta”, opinou.

Além do prefeito, subiram ao palco o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Sérgio Mamberte, o diretor do Centro de Música da Funarte, Cacá Machado, o coordenador de Patrocínio à Música da Petrobras, Cláudio Jorge, o diretor executivo da Feira, Kaká Mamoni, a presidente da Fundarpe, Luciana Azevedo, que estava representando o governador Eduardo Campos, e os secretários de Cultura do Recife, Renato L e de Olinda, Márcia Souto.

Segundo Carlos Tabakof, diretor da feira, o evento mostra que existe possibilidades de fazer negócios na  música é uma oportunidade de agrupar vários setores da industria para se comunicarem, trocar idéias e fazer negócios.

A idéia e transformar a feira em um evento anual, que faça parte do calendário nacional e internacional ,como uma feira de negócios que mostre o que está se passando com a música brasileira e também com temas globais, acontecer em todos os estados brasileiros. Uma grande oportunidade para os músicos brasileiros mostrarem e negociarem seus trabalhos.

Para saber sobre o evento acesso o site www.feiramusicabrasil.com.br

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)