Publicado em 28/07/2011 as 12:00am

Governo tenta recuperar corpos de brasileiros de selva peruana

O governo brasileiro tentará providenciar nesta quinta-feira o traslado dos corpos de dois funcionários da empresa Leme Engenharia, encontrados na quarta-feira na selva peruana.

O governo brasileiro tentará providenciar nesta quinta-feira o traslado dos corpos de dois funcionários da empresa Leme Engenharia, encontrados na quarta-feira na selva peruana. O engenheiro Mario Augusto Soares Bittencourt, 61 anos, e o geólogo Mario Gramani Guedes, 57 anos, desapareceram na segunda-feira passada, enquanto faziam um levantamento de campo para verificar o melhor lugar para construir a hidrelétrica Vera Cruz.

"A policia peruana encontrou os corpos intactos, um ao lado do outro, sem qualquer sinal de violência", disse o embaixador do Brasil no Peru, Carlos Alfredo Lazary Teixeira. "Eles estavam com todos seus pertences: carteira, celular e maquina fotográfica." Segundo ele, os resultados preliminares da autópsia não revelaram a causa da morte. Mas ainda falta realizar outros testes de laboratório.

O embaixador informou a presidente Dilma Rousseff dos resultados da investigação. Ela está no país para acompanhar, nesta quinta-feira, a posse do presidente do Peru, Ollanta Humala. A polícia peruana iniciou as buscas na segunda-feira passada, quando pessoas que trabalhavam com os dois brasileiros avisaram que eles haviam faltado a um encontro.

Os corpos foram achados às 6h30, nas proximidades do Rio Maranhon, a 300 km da cidade de Bagua Grande, no departamento de Amazonas, norte do Peru. O local fica a 2,8 mil m de altitude, o que torna difícil a respiração. A imprensa chegou a especular que os dois foram atacados por habitantes da região contrários à construção da hidrelétrica, mas, como não há sinal de violência, as autoridades descartam essa hipótese.

Fonte: terra.com.br