Publicado em 7/08/2011 as 12:00am

Crise não atrapalha projetos da Petrobras, diz Gabrielli

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou que a crise internacional atual não prejudica o movimento de desinvestimentos que a companhia anunciou junto com o Plano de Negócios 2011-2015, no valor de US$ 13 bilhões.

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou que a crise internacional atual não prejudica o movimento de desinvestimentos que a companhia anunciou junto com o Plano de Negócios 2011-2015, no valor de US$ 13 bilhões.

Parte dos desinvestimentos será feita com a venda de ativos, o que não é comprometido pela crise. A parte financeira corresponde a cerca de US$ 7 bilhões, e deverá ser feita com o remanejamento de recebíveis e de garantias que a companhia já tem acordados.

Ele disse que a crise não prejudica também os planos da estatal de realizar os financiamentos previstos. "Qualquer crise preocupa, mas essa não afeta diretamente a Petrobras, porque essa não é crise de liquidez. Não falta dinheiro. Na verdade, sobra", disse.

Nem uma eventual derrubada dos preços do petróleo preocupa o presidente da estatal. Segundo ele, as estimativas de financiamento não foram otimistas. Se o barril de petróleo for a US$ 80, a companhia será capaz de gerar um caixa de US$ 125 bilhões no período. Se ficar em torno de US$ 95, a geração de caixa será de US$ 149 bilhões. 

Fonte: UOL.COM.BR