Publicado em 24/07/2012 as 12:00am

Ladrão espanca idoso no interior de sp

A Polícia de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) está à procura de dois homens acusados de espancarem um idoso de 88 anos, no último sábado (21), para roubar um notebook, um celular, um MP3 e um par de óculos.

A Polícia de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) está à procura de dois homens acusados de espancarem um idoso de 88 anos, no último sábado (21), para roubar um notebook, um celular, um MP3 e um par de óculos.

O idoso Sebastião Lopes de Faria, como costuma fazer todas as manhãs, limpava a frente de casa por volta das 7h com uma vassoura quando um dos suspeitos pediu um copo de água. Ao trazer o pedido, ele recebeu um soco num dos olhos, segundo o neto Antonio Claudio Ferreira Junior, 25.

"Caído, meu avô continuou recebendo socos e pontapés. O ladrão queria saber onde estava o dinheiro, mas meu avô é um pouco surdo, não entendia, e, por isso, apanhava mais. Aí eles perceberam que alguém havia chegado e fugiram."

Era a empresária Marcia Lopes de Faria Ferreira, filha do idoso, que levava o café da manhã ao pai. Ela estranhou ver o portão e a porta da casa abertos e guardou o carro na garagem da casa dela, vizinha à do pai. Marcia chegou a ver um dos ladrões fugir de bicicleta. "Se ela não chega acho que matavam o meu avô de pancada", disse Ferreira Junior, que é filho de Marcia.

"Ele não para quieto"

O idoso permaneceu internado dois dias e recebeu alta nesta segunda-feira (23). Ele apresenta hematomas por todo o corpo, mas não teve nenhuma fratura. "A ordem do médico é para ele permanecer em repouso, mas não adianta. Meu avô é meio ‘cabecudo’ e não obedece. Ele não para quieto. Já havíamos explicado a ele para ter cuidado porque o bairro é perigoso, mas ele não obedece."

As únicas pistas que os policiais têm dos ladrões são imagens gravadas por câmeras de uma empresa vizinha à casa de Sebastião Lopes de Faria, no bairro Campos Elíseos, na zona norte da cidade. As imagens mostram os ladrões se aproximando do imóvel, um após o outro.

Fonte: uol.com.br