Publicado em 11/09/2012 as 12:00am

RJ: jovens mortos em chacina serão sepultados na tarde desta terça

Inicialmente marcado para as 10h desta terça-feira, o enterro dos seis jovens assassinados no fim de semana em Mesquita, na Baixada Fluminense, foi remarcado para as 14h, no Cemitério de Olinda, em Nilópolis.

Inicialmente marcado para as 10h desta terça-feira, o enterro dos seis jovens assassinados no fim de semana em Mesquita, na Baixada Fluminense, foi remarcado para as 14h, no Cemitério de Olinda, em Nilópolis.

Os corpos estão sendo velados em um ginásio municipal em Nilópolis. Mais de 200 pessoas acompanham o velório em clima de muita revolta e emoção. Várias pessoas já desmaiaram, entre elas a mãe de Glauber Siqueira, que tinha 17 anos, uma das vítimas da chacina.

Dois caixões estão fechados, os de Glauber e Christian Vieira, de 19 anos. Também já estão no ginásio os corpos de Victor Hugo Costa e Douglas Ribeiro, de 17 anos; e Josias Searles e Patrick Machado, de 16. O caixão com o corpo de Douglas Ribeiro foi último a chegar.

Os seis rapazes foram mortos no sábado e seus corpos encontrados nesta segunda-feira em uma via de acesso à Rodovia Presidente Dutra, também na Baixada Fluminense, enrolados em lençóis, nus, amordaçados e com sinais de facadas e marcas de tiro.

A polícia acredita que pelo menos 20 traficantes sejam os responsáveis pela chacina e também pela morte do pastor Alexandre Lima e de um aspirante a PM, todas ocorridas no fim de semana. A polícia também investiga o desaparecimento de José Aldecir da Silva, que acompanhava o pastor na comunidade.

Segundo a polícia, todas as mortes foram comandadas por Remilton Moura da Silva Júnior, conhecido como Juninho Cagão, chefe do tráfico de drogas na Chatuba.

Fonte: terra.com.br