Publicado em 11/03/2013 as 12:00am

Briga em presídio deixa sete presos mortos e 13 feridos no Ceará

Uma briga seguida por um incêndio resultaram na morte de pelo menos sete detentos e deixou 13 feridos, na madrugada desta segunda-feira (11), na Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Luciano Andrade Lima, em Itaitinga (região metropolitana de Fo

Uma briga seguida por um incêndio resultaram na morte de pelo menos sete detentos e deixou 13 feridos, na madrugada desta segunda-feira (11), na Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Luciano Andrade Lima, em Itaitinga (região metropolitana de Fortaleza). Todos foram atingidos por fogo ateado em colchões.

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará informou que o motim teve início por volta da 0h15, após uma briga entre internos na casa, que foi contida por policiais militares e agentes penitenciários.

Segundo informou a Coordenadoria do Sistema Penal, a briga foi motivada porque os internos da rua F, do pavilhão 1, teriam descumprido uma das regras da própria cadeia, feita pela convivência entre eles, que é de "respeitar o dia de visitas".

"No último domingo, o preso Carlos Pitombeira da Silva, de 21 anos, da rua F teria sido lesionado pelos companheiros daquela mesma rua em frente aos seus familiares. Em retaliação, às 0h15, os presos das Ruas E, G e H, do Pavilhão 1, iniciaram um motim contra a rua F, quebrando grades e ferindo internos", informou o órgão.

A secretaria informou que está investigando os líderes da rebelião.

Dos sete mortos, apenas cinco foram identificados até às 10h. Todos estavam detidos no pavilhão 1. Segundo o Instituto Doutor José Forta, dez detentos deram entrada na unidade para receber atendimento médico. Desses, um foi liberado. Os outro nove apresentam queimaduras e estão em estado grave, mas estável. Três sofreram apenas ferimentos leves.

Por conta do episódio, a coordenadoria suspendeu o mutirão de atendimentos jurídicos da Defensoria Pública do Estado que aconteceria durante a semana na unidade.

Fonte: uol.com.br