Publicado em 3/05/2013 as 12:00am

Presos fazem motim após suspensão de visitas; greve dos agentes continua

Houve início de rebelião na Penitenciária de Médio Porte, em Porto Velho. Companhia de Operações Especiais monitora presídios na capital.


Na manhã desta sexta-feira (3) houve o início de uma rebelião na Penitenciária de Médio Porte (Pandinha), em Porto Velho. Os presos colocaram colchões nos corredores e atearam fogo. A Companhia de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar (PM) de Rondônia interviu e ninguém ficou ferido. Segundo o capitão da COE Rone Herton, os presos reivindicavam as visitas que foram suspensas na tarde de quinta-feira (1), por causa da greve dos agentes penitenciários.

Todos os presos foram revistados após a ação. O capitão ressaltou que as visitas foram suspensas por segurança. "Por causa da greve, não há efetivo suficiente para manter a ordem durante as visitas", explica Herton.

Os agentes penitenciários e a categoria entraram em greve na quarta-feira (1) por tempo indeterminado. Entre as reivindicações do grupo está a apresentação do Plano de Carreira, Cargos e Remuneração (PCCR).

Para não agravar a situação o banho de sol, que também seria suspenso, será mantido e dividido em turnos. "Cada horário será um presídio e em grupos separados para não criar tumulto", explica o capitão.

Fonte: www.globo.com

Top News