Publicado em 26/06/2013 as 12:00am

Bolsas asiáticas fecham majoritariamente em alta

Bolsas asiáticas fecham majoritariamente em alta

Tóquio - Os mercados de ações da Ásia fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, com as bolsas da Austrália e de Hong Kong recuperando-se após perdas recentes. Entre os destaques positivos, os papéis nas Filipinas atingiram a maior alta porcentual desde 2008, depois de entrar em território de baixa um dia antes. Por outro lado, a crise de liquidez do mercado interbancário da China continua a pesar sobre o pregão em Xangai, apesar de comentários do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) na terça.

As altas de alguns mercados asiáticos ocorreram depois dos avanços em Wall Street, na terça-feira. Os pregões dos EUA celebraram resultados positivos de indicadores que mostraram avanços em encomendas de bens duráveis, vendas de casas novas e confiança do consumidor, apesar da perspectiva de que Federal Reserve pode iniciar, em breve, a reduzir suas compras de bônus, se a economia dos EUA melhorar.

O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, avançou 1,6%, para 4.731,7 pontos, após uma série de quatro dias de quedas. Na Coreia do Sul, o índice Kospi fechou em alta de 0,2%, aos 1.783,45 pintos, encerrando uma série de cinco dias de baixa. Já na Bolsa de Hong Kong, o índice Hang Seng terminou em forte alta de 2,43% aos 20.338,55 pontos.

Nas Filipinas, as ações se recuperaram após uma acentuada onda de vendas, saltando mais de 5% nesta quarta-feira. A alta foi puxada por compras em blue chips, que recentemente haviam sofrido fortes baixas.

O índice PSEi, que havia entrado em território de baixa apenas um dia antes, marcou o maior ganho porcentual em um único dia desde outubro de 2008. O PSEi fechou aos 6.118,94 pontos, alta de 5,7% ante o fechamento de terça.

A suavização das preocupações sobre a crise de escassez de liquidez do mercado interbancário da China também pode ter influenciado as altas. Na terça-feira, o Banco do Povo da China disse que havia injetado fundos para algumas instituições financeiras nos últimos dias para reforçar a liquidez e pode agir de forma semelhante no futuro.

O anúncio seguiu comentários feitos por Ling Tao, vice-diretor da filial de Xangai do PBoC, de que o banco central vai conduzir as taxas de juros de mercado para um "intervalo razoável".

Apesar das falas do PBoC, as ações em Xangai continuaram a onda de vendas, com cautela dos investidores. O Índice Xangai Composto encerrou em queda de 0,4%, aos 1.951,50 pontos, uma nova mínima desde 16 de janeiro de 2009, quando fechou em 1.954,44 pontos. O Índice Shenzhen Composto subiu 2,5%, para 901,72 pontos.

Em Taipé, o índice Taiwan Weighted terminou em alta de 1,6%, aos 7.784,8 pontos, com melhora no sentimento do mercado depois que o governo finalmente aprovou nesta terça-feira a emenda sobre a redução da faixa de imposto sobre ganhos de capital. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: www.uol.com