Publicado em 10/07/2013 as 12:00am

Mineiro de 23 anos perde a vida em acidente de barco

Mineiro de 23 anos perde a vida em acidente de barco

A família do rapaz doou or órgãos para cinco pessoas diferentes

 

da redação

O brasileiro Jefferson Pereira Nunes, 23 anos de idade, morador de Framingham (Massachusetts), teve um acidente fatal ocorrido no feriado do dia 4 de Julho, no Lago Cochihuate em Natick (MA). Mas somente no dia 9, seu nome foi confirmado pelas autoridades.

Segundo informações dadas por Reginald Zimmerman, porta-voz da Polícia do Meio-ambiente de Massachussetts, Jefferson teria caído do barco, dentro do lago, sendo atingido pela hélice do motor, vindo a falecer em seguida. Porém, as circunstâncias do acidente continuam sendo investigadas pela polícia.

O pai da vítima, Maurílio Nunes, disse que  ficou sabendo da notícia através de um policial que bateu em sua porta para avisar do acidente. Ainda muito abalado com a perda do filho, ele contou que logo após o acidente, as autoridades encaminharam o rapaz para o Hospital Beth Israel, mas que nada mais poderia ser feito.

Natural de Itambacuri, na região de Governador Valadares em Minas Gerais, Jefferson vivia há mais de nove anos nos EUA, morava com um amigo e trabalhava com instalação granito. Seu pai informou que o rapaz deverá ser sepultado no cemitério São Tarcísio, em Framingham, em data a ser definida.

 

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

A família, apesar de toda a dor sentida pela morte do jovem, foi capaz do nobre gesto de realizar a doação de seus órgãos, que cinco pessoas diferentes. “Sabendo que os órgãos de Jefferson poderão ajudar a salvar vidas é um consolo para todos, que tentam agora seguir adiante”, disse o pai.

Segundo o pai da vítima, apesar dele ainda não conhecer todas as circunstâncias da morte de Jefferson, vai apurar até o final, pois a falta de informação e de satisfação por parte dos dois rapazes que se encontravam com seu filho, e se diziam seus amigos, são bastante estranhas. “A própria polícia tem interesse em saber o que realmente aconteceu”, continua.

 

Fonte: Brazilian Times