Publicado em 8/08/2013 as 12:00am

Santo 'preso' atrás das grades vira atração para fiéis e curiosos em Santa Catarina

Santo 'preso' atrás das grades vira atração para fiéis e curiosos em Santa Catarina


Uma imagem sacra de São Miguel Arcanjo atrás de grades está atraindo curiosos à igreja matriz de Biguaçu, na Grande Florianópolis. Os fiéis o apelidaram de "santo preso", por causa da jaula em que ele está. As grades, no entanto, são para sua proteção.

A imagem está avaliada em R$ 1 milhão e já foi roubada uma vez, no final dos anos 70. Ficou 33 anos longe da comunidade. Recuperada em 2011 pela Polícia Federal, desde dezembro ela está em seu nicho gradeado, numa pequena sala, sob a torre direita da igreja, ao lado da imagem de um Cristo morto.

"Eu queria poder tocá-lo", diz dona Belarmina, uma senhora que estava de terço na mão na paróquia nesta quinta (8). Segundo o pároco José Costa, "não vai dar, precisamos mantê-lo atrás das grades até termos um local apropriado para sua exibição".  Além das grades, São Miguel Arcanjo está protegido por uma caixa de vidro espesso.

À venda em antiquário

A imagem foi recuperada há dois anos pela Polícia Federal enquanto estava à venda num antiquário carioca, então por R$ 700 mil. Desde lá, ela permaneceu sob os cuidados da PF, até que a paróquia projetou a grade para lhe dar um ambiente seguro.

Seguro ele está. Durante o dia, a entrada na igreja é apenas pela porta lateral, com vigia. Na salinha dele há uma câmera de monitoramento no teto. Ela está conectada com o serviço de vigilância das ruas centrais de Biguaçu, da Polícia Militar de Santa Catarina - a igreja é bem na frente do fórum da cidade.

Até ficar famoso como "santo preso", ele não era muito solicitado. A imagem é de gesso colorido, em dourado e azul, com fios prateados nas asas. A imagem dele teve dois momentos de fama: quando foi roubada e quando foi recuperada. A etapa sob grades é o terceiro momento importante do São Miguel de Biguaçu.

Fonte: www.uol.com