Publicado em 9/08/2013 as 12:00am

Brasileiro saiu de NY para ajudar futebol americano no Brasil

Brasileiro saiu de NY para ajudar futebol americano no Brasil

Stael de Melo

Rhudson Fonseca, nasceu em Recife, Pernambuco no ano de 1990. Se mudou para os Estados Unidos no ano de 2000, juntamente com sua mãe e mais dois irmãos. Sempre amou esportes e desde pequeno fazia questão de ficar horas treinando, enquanto seus amigos preferiam brincar.

A equipe de reportagem do Brazilian Times esteve com ele e percebeu que não será nenhuma surpresa se em pouco tempo, o nome dele surgir como destaques no esporte.

 

BRAZILIAN TIMES - Quando você percebeu que tinha talento para o futebol americano?

RHUDSON FONSECA - Bom, quando eu cheguei nos EUA, ainda criança, os colegas de escola começaram a me convidar para jogar basquete, baseball, futebol Americano, entre outros. Talvez eu me destacava pela minha altura. Só que no decorrer dos anos, eu fui percebendo minha paixão e talento era para o futebol americano. Entre os 16 e 17 anos vi claramente que minha carreira começava a despontar.

 

BT - E como foi isso? Alguma universidade tentou contratá-lo?

RF - Muitas universidades me queriam, mas quando ficavam sabendo que eu ainda não tinha o Green Card, simplesmente me desqualificava. Na época eu sofri muito com isso, porque apesar do talento, dedicação e desejo de vencer, era como se nada tivesse valor. Perdi muitas oportunidades, mas no fim entendi que Deus tem um tempo certo para tudo.

 

BT - É verdade que você está indo fazer carreira no Brasil?

RF - Sim, é verdade! Estou muito feliz e não vejo a hora de começar. O dono da liga no Brasil é o americano Bruce Daniels. Ele contratou 42 atletas norte-americanos para o próximo campeonato que teremos,  dentre os quais eu faço parte, com a diferença de que sou o único americano-brasileiro. Estarei na seleção brasileira de futebol americano, jogando no Brasil, na minha posição de quarterback, e agora é só dar continuidade na minha carreira e aguardar as coisas boas que irão acontecer.

 

BT - Você pode nos contar por qual time foi contratado?

RF - Eu posso falar o nome de alguns times que estarão competindo, que são: SC- Florianopolis, Missão Paraná - Curitiba, Bravo Oeste - Cuiabá, Bandeira Paulista - São Paulo, entre outros. Mas respondendo a sua pergunta, somente quando estiver em solo brasileiro, faz parte do contrato.

 

BT - Você tem ideia do que te espera?

RF - A nível de contrato, sei que estarei trabalhando também com crianças. A ideia do Bruce é termos clubes que possam ensiná-as a jogar o futebol americano, na íntegra. Para quem não sabe, o futebol americano começou a ganhar popularidade no Brasil no final dos anos 90. Hoje é o esporte que mais cresce no Brasil.

 

BT - Quem é o seu favorito nos EUA?

RF - Tom Brady do Patriots

 

BT - O que gostaria de deixar como incentivo para todos os imigrantes que sonham em ter uma carreira?

RF - Fé, determinação e nunca desista do seu sonho! Obstáculos, sempre virão, não conte com dias fáceis. Mas acima de tudo, tenha certeza de que Deus tem o tempo determinado no diário dEle. E ai, meu irmão, a coisa começa a acontecer... Conto com vocês torcendo por mim!

Fonte: Brazilian Times