Publicado em 24/08/2013 as 12:00am

Sem-teto ocupam terreno em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo

Sem-teto ocupam terreno em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo


Cerca de de 600 famílias ligadas a duas associações do movimento de luta por moradia --o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) e a Periferia Ativa-- ocupam, desde a noite desta sexta-feira (24) um terreno em Paraisópolis, zona sul de São Paulo.

Segundo o coordenador do MTST, Guilherme Boulos, o terreno, situado na rua Silveira Sampaio, pertence ao governo federal e estava abandonado há mais de 15 anos. O governo não confirmou a propriedade do local.

"Queremos abrir negociação com as três esferas de governo para que esse terreno seja transformado em moradias por meio do programa Minha Casa, Minha Vida", explicou Boulos.

Ele afirma que área fica ao lado de edifícios de alto padrão no Morumbi e que os sem-teto a ocuparam para evitar que houvesse especulação imobiliária e para pressionar as autoridades a destinar o local para a habitação popular.

De acordo com o coordenador, as pessoas que ocupam a área são moradores de Paraisópolis, que já não conseguiam pagar os aluguéis da região, que subiram muito. "Não se aluga um cômodo em Paraisópolis por menos de R$ 600 por mês."

Fonte: www.uol.com