Publicado em 8/09/2013 as 12:00am

Duas crianças morrem afogadas no litoral de SP; 2 adultos estão desaparecidos

Duas crianças morrem afogadas no litoral de SP; 2 adultos estão desaparecidos


Duas crianças morreram afogadas e dois adultos desapareceram no mar, neste fim de semana, em praias da Baixada Santista, no litoral paulista. Todos são turistas, e os casos ocorreram em cidades e horários diferentes. O Corpo de Bombeiros não informou os nomes das vítimas.

A primeira morte foi registrada em Mongaguá (91 km de São Paulo), na praia de Itaoca. Por volta das 10h30, bombeiros retiraram uma menina de 11 anos da água e tentaram reanimá-la, mas ela morreu no PS (pronto-socorro) da cidade, no bairro de Vera Cruz. Ela morava com a família em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Outra menina, também de 11 anos, morreu afogada em Praia Grande (71 km de São Paulo), na praia do Balneário Itapoã. Aproximadamente ao meio-dia, ela foi levada do mar até a areia, onde salva-vidas constataram parada cardiorrespiratória. O óbito da criança, moradora da capital, foi constatado em um dos prontos-socorros do município.

Desde o começo do ano, 36 pessoas morreram em praias do litoral paulista, entre Ilha Comprida, próximo ao Paraná, e Ubatuba, na divisa com o Rio de Janeiro. No ano passado inteiro, foram 109 mortes, segundo o GBMar (Grupamento de Bombeiros Marítimo).

Desaparecidos

O primeiro de dois homens que ainda não foram localizados sumiu no sábado (7), por volta das 9h20, em Praia Grande. A vítima, de 29 anos, fazia parte de um grupo de excursionistas proveniente de Osasco, na Grande São Paulo.

O outro desaparecido, residente na capital, tem 25 anos e foi visto pela última vez na praia do Centro, em Mongaguá. O Corpo de Bombeiros encerrou as buscas por ambos no início da noite, e os trabalhos recomeçarão às 7h desta segunda-feira (9).

"Infelizmente, por parte de pessoas que vêm de fora, falta entendimento das orientações do Corpo de Bombeiros, visualizar as placas de sinalização [de correnteza ou profundidade] e [ouvir] as orientações dos guarda-vidas. A principal delas é a de sempre: 'Água no umbigo, sinal de perigo'", diz o tenente Rodrigo Fiorentini, comandante do Posto do Corpo de Bombeiros em Santos (72 km de São Paulo).

Neste ano, até este fim de semana, ocorreram 1.731 salvamentos nas praias do Estado. No ano passado inteiro, houve 3.619 banhistas resgatados.

Estradas

O feriado alusivo ao Dia da Independência, apesar de não ter transcorrido em dia útil, atraiu turistas às cidades da Baixada Santista. Desde a zero hora de sexta-feira (6), 195 mil veículos cruzaram as cabines de pedágio do SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), de acordo com a concessionária Ecovias.

Até as 19h deste domingo (8), cerca de 50 mil veículos ainda não haviam retornado em direção à capital. Há 24 quilômetros de congestionamento na rodovia Cônego Domênico Rangoni (pista oeste, do km 248 ao 270, e do km 3 ao 1), cinco na Imigrantes (pista ascendente, do km 70 ao 65) e quatro quilômetros de lentidão na Padre Manoel da Nóbrega (pista leste, do km 292 ao 288).

Fonte: www.uol.com