Publicado em 16/09/2013 as 12:00am

Dólar cai após Summers retirar candidatura para o Fed

Dólar cai após Summers retirar candidatura para o Fed

Nova York - O dólar recuou nesta segunda-feira, 16, com a retirada da candidatura do ex-secretário do Tesouro Lawrence Summers para a presidência do Federal Reserve (Fed, o
banco central dos Estados Unidos).

O dólar atingiu a mínima em nove meses ante a libra e caiu mais de 1% frente ao dólar australiano. As moedas dos mercados emergentes tiveram fortes ganhos, com o rand sul-africano atingindo a máxima em cinco semanas ante o dólar e a lira turca e o peso mexicano também registrando performances robustas.

A saída de Summers da disputa pelo comando do Fed pressionou o dólar, uma vez que os investidores acreditavam que o desmonte dos estímulos do Fed seria mais intenso sob sua gestão.

Summers, um dos principais conselheiros econômicos do presidente dos EUA, Barack Obama, em 2009 e 2010, era um dos favoritos para o cargo, mas enfrentava ataque constante de democratas liberais desde julho devido às suas visões sobre regulamentação financeira. As autoridades da Casa Branca tomaram cuidado para não apoiar publicamente Summers ao cargo até que uma decisão final fosse tomada, mas ficaram irritadas com as reclamações dos democratas. Acabou ficando claro que Summers não teria votos suficientes para ser aprovado no Senado, mesmo se fosse o escolhido de Obama.

Muitos analistas alertaram, porém, que a fraqueza do dólar pode não durar muito tempo. Os investidores estão concentrados na reunião de política monetária do Fed, que termina na quarta-feira, 18, e muitos esperam uma redução do programa de compra de bônus do banco central. O tamanho e o escopo dessa redução, assim como a avaliação da economia, são vistos como determinantes para a direção do dólar.

Se o Fed reduzir as compras de bônus, o fluxo de dinheiro para países emergentes deve cair, levando a fortes quedas dessas moedas, bônus e ações.

No fim da tarde em Nova York, o dólar caía para 99,05 ienes, de 99,39 ienes no fim da tarde de sexta-feira. O euro era cotado a US$ 1,3335, de US$ 1,3295, e avançava para 132,14 ienes, de 132,09 ienes. A libra tinha alta para US$ 1,5901, de US$ 1,5875. O índice Wall Street Journal Dollar Index, que pesa a divisa norte-americana ante uma cesta de rivais, caía para 73,528 pontos, de 73,743 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: www.uol.com