Publicado em 10/10/2013 as 12:00am

Rebelião no Maranhão termina com nove mortes e 20 feridos

Rebelião no Maranhão termina com nove mortes e 20 feridos


Uma briga entre duas facções criminosas provocou rebelião e resultou em nove mortes e 20 feridos na Casa de Detenção do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luis, na noite desta quarta-feira (9), segundo a Sejap (Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária).

Ontem, as primeiras informações davam conta de 13 mortes e 30 feridos, números revistos hoje (10) pela Sejap.

A rebelião seria consequência da desarticulação de um bando conhecido como "Bonde dos 40", de acordo com a secretaria. Nesta semana, 16 integrantes dessa facção, uma das maiores do Estado, foram detidos no Maranhão.

Segundo relatos atribuídos à Secretaria de Segurança Pública, o tumulto começou após a descoberta de um plano de fuga envolvendo 60 presos.



Em nota, o governo diz que as secretarias de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania estão acompanhando o caso.

Na semana passada, um outro motim na unidade terminou com a morte de três presos. Eles foram identificados como Elcio de Jesus Pereira, Ronald Santos Ferreira e Francisco Henrique Junior. Segundo a Sejap, essas mortes ainda estão sendo investigadas.

Em 2010, 18 presos foram mortos por um grupo rival em uma rebelião no complexo penitenciário de Pedrinhas. Desses, 15 foram assassinados no presídio São Luís, considerado de segurança máxima.

Outras três mortes ocorreram na Penitenciária de Pedrinhas, localizada ao lado do presídio, que teve uma tentativa de rebelião.

ÔNIBUS INCENDIADOS

Ao menos seis ônibus foram incendiados em vários bairros de São Luís, na noite de ontem. A Polícia Militar não informou os locais nem se houve feridos.

A PM suspeita que os ataques foram feitos pelo Bonde dos 40, mas não confirma se foi em represália às mortes dos presos na rebelião.

Fonte: www.uol.com