Publicado em 26/02/2014 as 12:00am

Corpo de empresário que estava na piscina da USP é encontrado

Corpo de empresário que estava na raia olímpica da USP é encontrado

Os bombeiros encontraram por volta das 10h desta terça-feira (25) o corpo do empresário de 42 anos que estava desaparecido desde a noite desta segunda-feira (24), na Universidade de São Paulo (USP), no Butantã, na Zona Oeste da capital paulista. Everaldo Miranda, de 42 anos, praticava stand up paddle, tipo de remo em cima de uma prancha de surfe, na raia olímpica. Os familiares reconheceram o corpo e ficaram muito emocionados. Quinze bombeiros participaram do resgate do corpo que estava sem colete salva-vidas.

O empresário treinava com um grupo de atletas. Ao começar a se formar a chuva, o grupo se preparava para deixar a água. Quando os colegas sentiram falta do empresário, eles voltaram para localizá-lo, mas só viram a prancha flutuando. Não há correnteza na raia olímpica, que tem 6 metros de profundidade e 2,5 km de extensão.

No momento em que ele desapareceu, ventava muito, segundo os bombeiros. “A informação que nós temos é que no horário do desaparecimento, por volta das 20h, ventava muito. Ainda não tinha começado a chuva, mas o vento era muito forte. Provavelmente, ele deve ter caído na água e a prancha foi embora. A prancha e o remo foram encontrados mais na frente", afirmou o capitão Alexandre Antunes.

A autópsia deve indicar a causa da morte. "Provavelmente ou ele se afogou ou passou mal e veio a se afogar", afirmou o capitão.

As equipes com 15 bombeiros faziam buscas na raia olímpica desde a noite desta segunda-feira (24). Durante a madrugada, os mergulhos foram suspensos, mas as buscas visuais continuaram. Os mergulhos foram retomados nesta manhã. O corpo foi encontrado às 9h55.

Informações iniciais davam conta de que equipe era ligada ao Corinthians. Em nota divulgada nesta manhã, o clube negou. "Os treinos de Stand Up Paddle são de total responsabilidade do professor Luiz Guida, que não tem vínculo com o Sport Club Corinthians Paulista. Para esta modalidade, a pedido do próprio professor, o clube apenas fornece espaço de vestiário e acesso à raia. Vale ressaltar que, assim como o professor Luiz Guida, nenhum dos praticantes de Stand Up Paddle da equipe comandada por ele é sócio, aluno ou atleta do Sport Club Corinthians Paulista. O Corinthians, com pesar, deseja força à família de Everaldo Miranda, falecido na raia olímpica da USP, na última segunda-feira (24)", diz a nota.


Fonte: (da redação)