Publicado em 27/03/2015 as 12:00am

'The New York Times': voz do Brasil virou 'sussurro'

Editorial do jornal "The New York Times" publicado neste sábado afirmou que a voz do Brasil no cenário internacional se transformou em um "sussurro", com o governo da presidente Dilma Rousseff.

Editorial do jornal “The New York Times” publicado neste sábado afirmou que a voz do Brasil no cenário internacional se transformou em um “sussurro”, com o governo da presidente Dilma Rousseff. O jornal ainda sugere que o país aumente sua atuação no exterior. Para a publicação, “enquanto as outras três grandes economias emergentes, China, Rússia e Índia, perseguem intensamente seus interesses na política externa, sob a batuta de Dilma, a voz do Brasil na arena internacional foi pouco mais que um sussurro.”

Ainda no editorial, o “The New York Times” cita os escândalos de corrupção na Petrobras e as manifestações ocorridas no dia 15 contra o governo e a corrupção, pela democracia e, em parte, pelo pedido de impeachment de Dilma. Como solução para a crise, o jornal diz que a presidente deveria “olhar para fora” do país, para fortalecer o papel do Brasil no mercado externo. No cenário internacional, o país deveria, ainda segundo o jornal, ampliar os laços comerciais e as relações diplomáticas com os Estados Unidos.

O editorial lembra que as relações entre Brasil e Estados Unidos ficaram comprometidas em 2013, quando o ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA), Edward Snowden, revelou que Dilma havia sido alvo de espionagem do governo americano.

Para a publicação, o Brasil deveria, também, intermediar a abertura de diálogo entre os governos dos EUA e Venezuela, além de exercer um “papel construtivo na evolução política e econômica” de Cuba.

Fonte: Da Redação