Publicado em 15/01/2016 as 12:00am

Novo advogado vê 'tsunami' contra Lula

Para Nilo Batista, informações de delações devem ser tratadas com "cuidado redobrado"

Escolhido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para se juntar à equipe de advogados responsável por sua defesa, o criminalista Nilo Batista diz estar certo de que não haverá denúncia criminal contra principal líder do PT. Alertou, porém, para o “sentido político” das acusações que têm vindo a público com o avanço das Operações Lava Jato e Zelotes, da Polícia Federal.

 

“No fim, quando não pesar nenhuma acusação sobre o Lula, haverá um prejuízo político dramático”, afirmou Batista. Ele foi governador do Rio de Janeiro entre abril e dezembro de 1994, quando o titular Leonel Brizola (PDT) se afastou para disputar a Presidência da República.

 

Nilo se associou aos advogados Roberto Teixeira e Cristiano Zanin em meados de dezembro para a defesa do ex-presidente e, desde então, disse ter se reunido “três ou quatro vezes” com Lula. Em delação premiada na Operação Lava Jato, o ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró disse ter sido indicado por Lula para a diretoria financeira da BR Distribuidora, subsidiária da petroleira, em agradecimento pela contratação da Schahin Engenharia para operar no navio-sonda Vitória 10.000. A suspeita dos investigadores é que o contrato com a empreiteira foi uma compensação pelo fato de o Banco Schahin ter feito empréstimo de R$ 12 milhões ao pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula. O dinheiro, segundo Bumlai, serviu para saldar dívidas do PT.

 

Zelotes. Outro motivo de preocupação para Lula é a Operação Zelotes, que investiga esquema de compra de medidas provisórias para favorecer montadoras de veículos. Um dos filhos do petista, Luís Cláudio Lula da Silva, é dono da empresa LFT Marketing Esportivo, que recebeu R$ 2,4 milhões do escritório Marcondes e Mautoni Empreendimentos.

Fonte: http://www.msn.com/