Publicado em 19/09/2016 as 2:00pm

PF de Minas prende quadrilha especializada em falsificar documentos

A maioria dos clientes desta quadrilha eram brasileiros que queriam entrar ilegalmente nos Estados Unidos

A Polícia Federal de Minas Gerais cumpriu dez mandados de busca e apreensão e nove de condução coercitiva em busca de uma quadrilha de falsificadores de documentos, especializada no envio de pessoas para o exterior.

O grupo, que atuava em Governador Valadares (MG) e na região do Vale do Aço, usava documentos falsos para conseguir a documentação necessária para que seus clientes entrassem em outros países, principalmente os Estados Unidos.

Para isso, recebiam entre US$ 18 mil a US$ 24 mil, dependendo da complexidade da travessia e da condição econômica dos clientes.

Os envolvidos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de falsidade documental, uso de documento falso e associação criminosa.

A operação, batizada de Espectro, começou em 2014 e contou com a colaboração de órgãos internacionais. O nome faz referência aos “coiotes”, pessoas que atuam na travessia clandestina de imigrantes para os Estados Unidos.

Fonte: Da redação