Publicado em 25/07/2017 as 8:00am

Casa da Moeda trabalha ’24 horas’ para zerar fila de passaportes

A instituição recebeu arquivos com dados pessoais dos solicitantes para personalizar as cadernetas e imprimir os passaportes.

Casa da Moeda trabalha ’24 horas’ para zerar fila de passaportes Novo passaporte comum eletrônico brasileiro

Após a liberação de 102,3 milhões de reais do governo, sexta-feira, a Casa da Moeda do Brasil (CMB) diz que a partir desta segunda-feira irá “trabalhar 24 horas por dia e sete dias por semana” para normalizar a entrega dos passaportes.

Na sexta, a instituição recebeu arquivos com dados pessoais dos solicitantes para personalizar as cadernetas e imprimir os passaportes.

A CMB afirma ainda que vai arcar com custos extras para zerar a fila de 175 mil documentos acumulados durante a suspensão, o que deve ocorrer em cinco semanas. A entrega, porém, poderá ser impactada por novos pedidos. Os documentos serão enviados em ordem cronológica: quem pediu primeiro, receberá antes.

Não há uma data, porém, para a disponibilização da primeira leva de cadernetas —normalmente, a entrega leva em torno de seis dias úteis.

O agendamento online do serviço e o atendimento nos postos da Polícia Federal (PF)continuaram funcionando durante o período da paralisação. São realizados, em média, 11.000 atendimentos por dia útil para a requisição do documento em todo o país.

A confecção de passaportes foi suspensa em 27 de junho devido a “insuficiência do orçamento às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem”, segundo a PF.

O presidente Michel Temer (PMDB) sancionou na quarta-feira passada o projeto que autoriza um crédito suplementar para regularizar a emissão. O texto foi aprovado pelo Congresso Nacional em 13 de julho.

Fonte: msn.com