Publicado em 7/09/2017 as 12:00pm

'Impossível descrever um sentimento tão ruim', diz mãe de turista brasileiro esfaqueado em Nova York

Gaúcho Mateus Martins foi ferido por um homem não identificado, ainda sem motivo aparente, em frente à Trump Tower. A Polícia de Nova York já tem imagens de um suspeito.

'Impossível descrever um sentimento tão ruim', diz mãe de turista brasileiro esfaqueado em Nova York No Facebook, Mateus postou a foto que tirou antes de ser atacado, no Columbus Circle, ponto turístico da cidade. Ele já saiu do hospital. Foto Reprodução Facebook

A mãe do turista brasileiro esfaqueado em Nova York, no último domingo (3) só soube do ocorrido na terça-feira. "Ele sabe o quanto sou nervosa e preocupada. Mantinha contato seguido comigo, mas não dizia o que estava acontecendo", explica Solange Martins, professora de Taquara, mãe do advogado Mateus Martins, de 25 anos.

Enquanto tirava uma foto próximo à Trump International Tower, região do Central Park, ele foi atacado por um homem e esfaqueado no abdômen. Mateus não conhecia o suspeito. Não há informações sobre sua identidade ou motivação. Na cobertura dos jornais norte-americanos sobre o caso, o suspeito é tratado como morador de rua.

Em conversa com o G1 na tarde desta quarta-feira (6), Solange afirmou que recém tinha falado com o filho, e ele estava bem. Mateus saiu do hospital em que estava internado e foi para a casa de uma amiga da família, segundo Solange.

Ele viajava sozinho. Em uma postagem no seu perfil do Facebook, Mateus disse que "passou os dias mais angustiantes" de sua vida. Mateus recém tinha chegado à cidade e estava com sua bagagem.

Mateus é advogado e mora em Porto Alegre. A passagem por Nova York foi uma conexão: ele iria para Roma e, depois, para Portugal, onde apresentaria um artigo em um congresso na cidade de Braga.

Passado o susto inicial, Solange garante que não tem palavras para explicar como se sentiu ao saber que o filho havia sido ferido em um país distante. "Impossível descrever um sentimento tão ruim. Uma angústia muito grande por não estar perto dele e saber o que realmente ele sofreu", lamenta ela. Porém, segundo Solange, Mateus sempre manteve a calma.

A polícia da cidade norte-americana tem fotos de um suspeito, captadas por câmera de segurança, informou a mãe. Mas a família ainda não sabe se o agressor foi preso. Ainda segundo Solange, Mateus ainda não sabe se seguirá viagem para a Europa nem tem previsão de retornar ao Brasil.

Fonte: g1.globo.com