Publicado em 28/02/2018 as 2:00pm

CAMPANHA AME JONATAS

Justiça toma decisão sobre bebê após polêmica envolvendo os pais.

CAMPANHA AME JONATAS Pais do pequeno Jonatas são investigados.

A justiça tomou uma decisão sobre o caso do bebê Jonatas. A decisão da 3ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) negou nesta terça-feira (20) o pedido dos pais do bebê Jonatas de usar sem prestação de contas, o dinheiro arrecadado com a campanha ‘AME Jonatas’. Ainda cabe recurso a decisão.

Jonatas tem apenas um ano e sofre com uma doença degenerativa chamada Atrofia Muscular Espinhal (AME). E seus pais iniciaram uma campanha para poder comprar o medicamento Spinraza, que poderia parar o avanço da doença e até mesmo revertê-la. Até setembro do ano passado eles haviam arrecadado cerca de US$1,2 milhão (Cerca de R$ 3.9 milhões) com a campanha AME Jonatas.

Porém, a conta dos pais foi bloqueada desde janeiro de 2018 por suspeita de que os pais estariam usando o dinheiro arrecadado com a campanha para luxos que não tem nenhuma relação com a doença do menino. Entre esses luxos está um carro avaliado em R$140 mil.

A decisão do TJSC foi unânime. Os pais de Jonatas haviam entrado com mandado de segurança para poderem voltar a gerenciar os recursos arrecadados. O valor que está bloqueado é R$ 2,2 milhões e um carro avaliado em R$ 140 mi.

O Brazilian Times tem acompanhado o desfecho deste caso, pois foi um dos veículos que ajudou a compartilhar a história com a comunidade e muitos brasileiros que vivem nos Estados Unidos ajudaram com doações em dinheiro e até realizando eventos solidários para ajudar a família.

Fonte: Redação - Brazilian Times