Publicado em 1/03/2018 as 10:00am

Advogada de Fujimori admite recebimento de propina da Odebrecht

As acusações contra Fujimori e seu partido surgiram a partir de testemunhos do ex-presidente da construtora Marcelo Odebrecht.

Advogada de Fujimori admite recebimento de propina da Odebrecht Foto: Reuters

A advogada Giuliana Loza reconheceu nesta quarta-feira que o partido Fuerza Popular recebeu dinheiro da empresa brasileira Odebrecht durante a campanha de Keiko Fujimori à presidência do Peru em 2011, segundo informou a imprensa local.

As acusações contra Fujimori e seu partido surgiram a partir de testemunhos do ex-presidente da construtora Marcelo Odebrecht, condenado a 19 anos de prisão, que admitiu ter distribuído, entre 2005 e 2014, cerca de 29 milhões de dólares para autoridades e políticos peruanos. Segundo ele, a companhia tinha como hábito bancar campanhas de candidatos em diversos países, nos quais a empresa tinha interesse em ganhar licitações.

Mais cedo, em depoimento a autoridades peruanas em São Paulo, no Brasil, o ex-representante da Odebrecht no Peru, Jorge Barata, disse que a empreiteira teria financiado as campanhas de pelo menos seis políticos no país entre 2006 e 2013. Para Keiko, conforme relataram fontes ao El Comercio, teriam sido destinados 1,2 milhão de dólares.

Fonte: noticiasaominuto.com.br (Com informações do Sputnik Brasil)