Publicado em 18/05/2011 as 12:00am

Carlos Santana ataca leis anti-imigrantes na Geórgia

O cantor e guitarrista Carlos Santana, que recebeu homenagem antes de um jogo de beisebol em Atlanta ? GA, afirmou que 'as pessoas do Arizona e da Geórgia deveriam se sentir envergonhadas de si mesmas, por concordarem com essas leis'

O cantor e guitarrista Carlos Santana realizou uma aparição especial no Baseball's annual Civil Rights Game, em Atlanta na Geórgia, no domingo(15), e aproveitou a oportunidade para demonstrar o seu descontentamento com as propostas anti-imigrantes recentemente apresentadas na Geórgia e no Arizona.

Santana, que recebeu a homenagem Beacon of Change Award antes do jogo, afirmou que ele estava ali ‘representando os imigrantes do país e que as pessoas do Arizona e da Geórgia, deveriam se sentir envergonhadas de si mesmas, por concordarem com essas leis’.

O governador da Geórgia, Nathan Deal, assinou uma lei na sexta-feira(13), assinou a lei a lei HB 87, uma medida anti-imigração similar à SB 1070 do Arizona, em meio a protestos de organizações em favor dos imigrantes. A lei permite que as autoridades locais verifiquem o status migratório de uma pessoa que ‘aparente ser indocumentado’  e pune quem abrigar ou transportar imigrantes ilegais, cláusula que gerou preocupação entre congregações religiosas e organizações civis que atendem esta comunidade.

“Isso não é correto. É uma lei cruel” afirmou o músico em coletiva de imprensa após receber a homenagem. “Isso tem haver com medo. As pessoas estão com medo que imigrantes roubem seus empregos. Não, eles não vão fazer isso. Vocês nunca trocariam a cama de estranhos e limpariam banheiros” afirmou Santana.  “ Estamos nos Estados Unidos da América. Esse é o país da liberdade. Se as pessoas querem que leis anti-imigrantes como essa sejam aprovadas, todos deveriam ir embora e deixar apenas os americanos indígenas aqui” completou ele. 

O reverendo e ativista pró-imigrante Jesse Jackson  apresentou a premiação que homenageou o cantor.

Foto – divulgação

O cantor e guitarrista ainda afirmou que as leis são a resposta dos conservadores ao medo do desemprego

Fonte: (da redação)