Publicado em 28/02/2008 as 12:00am

Brasileiro é vítima de roubo de identidade pela internet

Nome e imagem de distrubuidor de jornal foram usados de forma imoral num site de relacionamentos

Por Magno Assis

 

 

 

O distribuidor do jornal Brazilian Times, Luís Carlos, foi mais uma vítima do roubo de identidade pela internet. O uso de seu nome e sua imagem não foi usado para dar nenhum golpe ou cometer algum crime. A pessoa que usou os dados de Luís teve uma única intenção, denegrir a imagem da vítima.

Tudo começou quando Luís recebeu uma ligação de um amigo dizendo que havia um perfil em um site de relacionamento com seu nome e sua foto, e no álbum deste mesmo perfil se encontravam várias fotos com insinuações e pornografia. Depois disso, mesmo sem entender nada Luís procurou na internet e constatou que realmente era verdade as informações que o amigo lhe passara.

O que aconteceu depois na vida do entregador pode se chamar de dor de cabeça, apesar de muitas pessoas saberem de se tratar de alguém usando o nome e imagem de Luís, outras ainda acham que realmente ele tenha criado o perfil. A esposa de Carlos também ficou muito chateada e no começo pensou em deixá-lo.

Luís Carlos procurou a justiça e juntamente com seu advogado contou o ocorrido. Um caso parecido, foi denunciado por este mesmo noticioso, a cerca de dois meses. Só que naquela ocasião a vítima era uma mulher e as fotos foram usadas em um site erótico.

A maioria dos brasileiros que aqui vivem, usam a internet com a intenção de manter contato com velhos amigos e com a família. Como tudo na vida, o meio pode ser usado de forma ílicita e até criminosa, uma vez que esse tipo de roubo pode levar à cadeia por uso indevido de imagem sem autorização do proprietário das mesmas, além de falsidade ideológica e calúnia. Infelizmente, os brasileiros tem chamado a atenção das autoridades com atos desse porte e manchando a imagem de povo trabalhador que a comunidade criara ao longo dos últimos anos. A polícia já tem os dados da pessoa que efetou o crime e está trabalhando para se punir no culpado. Se a pessoa que efetuou o roubo de identidade postar novas fotos, ficará ainda mais fácil identicar de qual computador foi feito o falso perfil, o que facilitará a ação da justiça. Mas de qualquer forma com as provas e informações que a polícia já tem, em breve esse caso acabará com a punição do culpado (ou culpados) pelo ato criminoso. As pessoas acham que esse tipo de infração não dá cadeia, e que saírão impunes, porém a cada dia cresce o número de detidos por crimes cometidos pela internet.

 

 

 

Fonte: (Brazilian Times)