Publicado em 12/03/2008 as 12:00am

Brasileiros no exterior mandaram menos dinheiro ao país em 2007, revela o BID

Dólar baixo e a melhora da situação econômica das famílias no Brasil seriam as principais causas

Os brasileiros que moram no exterior mandaram menos dinheiro ao Brasil no ano passado que em anos anteriores, segundo o banco Interamericano de Desenvolvimento. Essa redução seria em parte por uma melhor situação econômica interna e uma pronunciada desaceleração do dólar, que desestimulou os envios de dinheiro ao país.

Em seu relatório anual sobre remessas, anotado pela Reuters, o BID apontou que os imigrantes brasileiros mandaram US$ 7,1 bilhões ao país em 2007, volume 4% menor ao do ano anterior.

Em geral, essas remessas ajudam as famílias dos imigrantes a comprar comida, roupa, remédios e pagar aluguel, disse o banco.

A queda aconteceu só no Brasil, e não em outros países da região, porque o forte crescimento da economia brasileira está desestimulando a imigração, ao criar mais oportunidades de trabalho internamente. Além disso, a queda do dólar não anima os imigrantes a mandar dinheiro dos EUA para o Bbrasil,

"A notícia do declínio (nas remessas) é uma boa notícia para o Brasil", disse Donald Terry, gerente do Fomin, o fundo do banco multilateral que prepara o estudo.

Apesar de não ter dados sobre quantos imigrantes brasileiros, estimados em mais de 1 milhão de pessoas nos EUA, estão providenciando o regresso ao Brasil, o economista comentou À Reiters que em seu estado, Massachusetts, a queda na presença de brasileiroas "é sensível aos olhos".

Os EUA continuam sendo a principal fonte de remessas ao Brasil, com pouco mais de US$ 4 bilhões enviados ao ano, seguidos pelo Japão (US$ 2 bilhões) e Portugal (entre US$ 500 milhões e US$ 700 milhões).

Fonte: (tiosam.com)