Publicado em 25/03/2008 as 12:00am

Morre empresário brasileiro em Lynnfield-MA

Cristiano Aiala sofreu acidente de carro na madrugada de domingo (24)

 

Da redação

 

Na madrugada de domingo (24), o mineiro de Belo Horizonte, Cristiano Aiala, de 23 anos, morreu vítima de um acidente automobilístico na cidade de Lynnfield-Massachusetts. O acidente aconteceu na Walnut Street e ele estava acompanhado da esposa, Reneta Aiala, a qual sofreu apenas escoriações.

Conforme testemunhas, o brasileiro estava conduzindo seu automóvel, marca Audi, quando perdeu o controle do veículo em uma curva, atingindo uma árvore e em seguida um poste de energia elétrica. O impacto do acidente foi tão violento, que Cristiano morreu no local, antes de chegar o socorro. A equipe de resgate que atendeu a ocorrência afirmou que Renata conseguiu sobreviver devido estar usando cinto de segurança enquanto que seu marido não.

Uma das recentes conquistas de Cristiano foi receber o Green Card, em 2007. Com o documento em mãos, ele realizou uma de suas maiories vontade, que era visitar o Brasil e lá permaneceu em férias, por quarenta dias, no final do mesmo ano.

Em entrevista ao jornal Brazilian Times, o primo de Cristiano, Ézio Pivvarolo, disse que a grande paixão do brasileiro era poder dirigir. "Eu me recordo do Cadilac do Cristiano, ele adorava carros", disse salientando que ele estava "ele estava feliz com o resultado de seu trabalho e a sua próxima meta era investir no Brasil".

Cristiano era sócio em uma companhia de limpeza, a Professional Clean Service, e, em parceria com os amigos Amarildo Barbosa e Josimar Dias, vinha prosperando em New Jersey. Diante disso ele tinha planos de mudar-se para a região, junto com a família, para ficar mais próximo dos clientes.

O velório será realizado, na sexta-feira (28), das 3 às 7pm, na Shitherd Funeral Services, localizada no134 da Pleasant Street, em South Weymouth. Será feito uma cerimônia ecumênica com o pastor Mário e o padre Darcy, da comunidade de Allston e Brighton. O irmão de Cristiano, Leandro Aiala, acompanhará o corpo do brasileiro em seu translado para Belo Horizonte, no dia 5 de abril.

Ele morreu deixando a esposa, Renata, e duas, Fernanda, de 7 anos, e Letícia, de 3.

Fonte: (Brazilian Times)