Publicado em 30/03/2008 as 12:00am

Intérprete deixa cliente "em boa companhia"

Estar em boa companhia é ser representado por alguém que seja simpático, além de falar e ouvir o idioma inglês perfeitamente. Mas a principal qualidade desse profissional é saber interpretar e auxiliar o cliente no melhor caminho à seguir.

É comum alguns brasileiros se sentirem dentro de um labirinto sem saída quando eles têm que resolver problemas onde se necessita falar inglês. Alguns, mesmo entendendo a língua, possuem dificuldades com os termos técnicos e vocábulos que exigem conhecimento específico. Por isso existe ajuda especializada que faz mais do que uma simples tradução. Trata-se de uma assistência completa que garanta a perfeita tradução e ao mesmo tempo preocupa-se com a interpretação que o cliente faz acerca do assunto em pauta.

Por isso, Cristiane Paiva, iniciou o seu escritório Assistência Brasil. A proposta dela é superar as expectativas do cliente, "Alguns termos estrangeiros são incompreensíveis, e tanto o tradutor como o seu cliente acabam fazendo caretas e dando de ombros: O que é isso? Como assim? A tradução bem feita é aquela que interpreta os significados das frases e esclarece por completo as dúvidas dos brasileiros imigrantes.   

 

 

Processos imigratórios - Cortes de trânsito - Queixas Civis - Naturalização

Cristiane ressalta que o "brasileiro só pode defender-se quando ele está bem acompanhado", e exemplifica, "Em acidentes de carro, ou qualquer outra situação que envolva a corte americana existem alternativas para poupar tempo e dinheiro, nessa hora é bom ter alguém, ao seu lado, que entenda e oriente bem. Eu sempre procuro indicar os melhores meios". Cristiane comentou que um de seus clientes economizou $1.000 de custas advocatícias depois que soube de uma opção mais simples e barata para resolver um processo de acidente de trânsito.   

Esse e outros clientes logo espalharam a notícia de sua habilidade nos processos civis, por isso Cristiane recebeu inúmeras referências de novos clientes indicados pelo exemplar atendimento. Com isso, ela decidiu abrir um escritório para dar suporte a tantos pedidos recebidos diariamente. Ela compartilhou 18 anos de trabalho com grandes escritórios de advocacia nos EUA, por isso sabe dos meios apropriados para obter indenizações e amparo médico.

 

 

Saúde: Fisoterapia e bem estar

Agora que administra o seu próprio escritório, Cristiane está empenhada em usar os seus 23 anos de experiência vivendo na américa do norte em benefício das causas civis, criminais ou mesmo no campo da saúde pública.

Quando o assunto é saúde, Cristiane destaca, "ser intérprete em hospitais e centros de fisioterapia requer sensibilidade e competência profissional. Afinal eu sei que o médico precisa ter informações precisas e entender perfeitamente o que o paciente está sentindo para conseguir diagnosticar e cuidar do problema sem falhas de avaliação. O sucesso do tratamento depende de um relato bem feito. Essa é uma função primordial e de muita responsabilidade dos intérpretes". A intérprete resumiu a sua tarefa, "estar em boa companhia é deixar a pessoa confortável para perguntar e entender sobre a sua necessidade".

Fonte: (Brazilian Times)