Publicado em 6/04/2008 as 12:00am

Governo norte-americano decide facilitar a retirada do \"visto de entretenimento\"

Nessa semana foi votada na "House of Representatives" a aceleração no processo de retirada de vistos para artistas

  

Artistas estrangeiros recebem visa com mais rapidez

 

Após a pressão de organizações de artistas, o Governo norte-americano decide facilitar a retirada do "visto de entretenimento"

 

Da redação

 

Nessa semana foi votada na "House of Representatives" a aceleração no processo de  retirada de vistos para artistas. Pessoas que promovem cultura, tais como; atores, estrelas do rock, de música clássica ou bailarinos terão mais agilidade nos trâmites burocráticos.

Foi aprovado na terça-feira (1), a redução do tempo para expedição do visto de entretenimento, concedido à artistas. Ficou determinado que o processo atual que deveria levar 30 dias, deverá ser finalizado em duas semanas. E caso o prazo não seja cumprido, o departamento deverá providenciar a expedição gratuita do visto.

A votação aconteceu depois de que a cantora Amy Winwhouse não conseguiu chegar no festival de música "Grammy" que aconteceu no mês de fevereiro. O fato chamou a atenção de organizações de artistas que decidiram reinvindicar a atenção do Governo norte-americano.

Segundo as entidades da categoria, é muito difícil convidar artistas, músicos e dançarinos com a atual complexidade do requerimento. Os organizadores e produtores alegam que para convidar alguém eles devem dispor de tempo, dinheiro e outros imensos esforços para obter o Visa. "Isso é uma grande dor de cabeça", disse Nigel Redden, diretor do Lincon Center Festival, um evento renomado que neste verão trará cinquenta e sete artistas, de nove países.

Nigel comenta que, "nós pagamos uma pessoa no mês de Janeiro, cujo trabalho é apenas obter vistos. Com essa postura os EUA perderão amigos e o respeito ao redor do mundo", desabafou.

Atualmente para um artista entrar nos EUA o agente precisará providenciar credenciais registradas em órgãos da categoria, um advogado, além de pagar taxas referentes a retirada do visa e para concluir, o artista deverá comparecer na embaixada ou consulado norte-americano. "Toda essa burocracia requer tempo e dinheiro", disse Jonathan Ginsburg, advogado especialista em imigração.

Atualmente, o departamento de segurança Homeland demora até seis meses para expedir o visto e a permissão poderá custar até $1,000 pelo processo de cada artista.

Um outro projeto no senado prevê que Grupos e associações sem fins lucrativos também poderão ser beneficiadas com a isenção das taxas pagas ao Governo, mas a mudança ainda não foi votada. "Essa redução de despesas será um passo muito importante para nós. Estamos muito gratos em saber que o Congresso está criando oportunidades para o enriquecimento de cultura internacional", disse Heather Noonan, vice presidente da liga de advogados de Orchestras americanas.

Para o chefe de relações púlblicas Cyril M. Ferenchak, do escritório Consular do Estado há um plano de ampliação dos serviços, "O Governo está trabalhando muito para tornar as solicitações de vistos mais rápidas e fáceis. Mais de 570 novas posições consulares foram abertas para suportar a crescente demanda de vistos. Nosso Web site foi melhorado para fornecer informações e desmistificar problemas que retardam os processos." disse Ferenchak.   

Fonte: braziliantimes