Publicado em 22/04/2008 as 12:00am

Manifesto diz não a "No-match letter" em frente à Dunkin' Donuts em Boston

Organizações pró-trabalhadores promovem hoje (23), às 11 horas da manhã, um manifesto popular e uma entrevista coletiva em frente à Dunkin' Donuts da Tremont Street em Governament Center, em Boston-Massachusetts, para protestar contra as demissões repen

Organizações pró-trabalhadores promovem hoje (23), às 11 horas da manhã, um manifesto popular e uma entrevista coletiva em frente à  Dunkin' Donuts da Tremont Street em Governament Center, em Boston-Massachusetts,  para protestar contra as demissões repentinas na rede de cafeterias. 

O movimento acontece em todo o país e quer alertar sobre o uso inadequado das "no-match letters" e o impacto social que ela pode provocar.

Segundo advogados,  o sistema  "e-verify" ? sistema eletrônico para checar o número do seguro social e o nome da pessoa  - foi adotado voluntariamente pela Dunkin'Donuts ao aceitar participar de um programa-piloto em parceria com o Homeland Security. "Mas esse sistema é para ser usado em admissões de novos funcionários, não para verificar a documentação dos efetivos", alerta uma advogada.

Para os ativistas, é preciso mostrar o lado humano. "Mostrar que se trata de bons funcionários, muitos de longa data na companhia, que estão perdendo o emprego de uma hora para outra tendo filhos para sustentar. A sociedade não sabe disso", disse uma ativista.

A coalizão  "Massachusetts No More No Match" organiza a ação no Estado e é formada pelas organizações:  American Civil Liberties Union, American Friends Service Committee, Centro do Imigrante Brasileiro, Jobs with Justice, Centro Presente, Metrowest Worker Center,   Irish Immigration Center, Greater Boston Legal Services,  CSIO , Irish Immigration Center, MassCOSH e MIRA Coalition.

Fonte: (Brazilian Times)