Publicado em 8/05/2008 as 12:00am

Brasileiro preso no Novo México pode pegar 12 anos de cadeia

Cléber da Silva é acusado de falsificar documentos e transportar indocumentados

Os agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE), a polícia de imigração americana, prenderam em Albuquerque (New Mexico) o brasileiro Cléber da Silva, sob acusação de que ele estava ajudando oito indocumentados a obterem carteiras de motorista de forma ilegal. De acordo com o relatório do ICE, Cléber e a namorada, uma mulher nascida no Cazaquistão, transportaram os imigrantes ? todos brasileiros ? desde New Jersey e ainda forneceram documentação falsa ao grupo, como comprovante de residência no Novo México. A prisão ocorreu no dia 30 de abril, num estacionamento de um restaurante de Albuquerque. O casal já era alvo das investigações do ICE e do FBI (a polícia federal dos Estados Unidos) há mais de um mês, pois semanas atrás um funcionário do departamento de veículos daquela cidade desconfiou da tentativa de fraude. As autoridades acreditam que o brasileiro já transportou pelo menos 30 outros indocumentados, no mesmo esquema, recebendo cerca de três mil dólares de cada um.
"Atividades como essa representam um significante risco à segurança nacional", disse o agente especial Roberto Medina, do ICE. Os policiais também vasculharam o apartamento de Cléber, inclusive os computadores, e descobriram uma grande quantidade de documentos falsos. Ele pode pegar até 12 anos de cadeia e enfrentará, em seguida, o processo de deportação. No caso dos brasileiros que queriam tirar a carteira de motoristas, ele continuam detidos numa prisão do ICE, em Albuquerque, mas as autoridades não informaram qual será o destino do grupo.

Fonte: (acheiusa.com)