Publicado em 14/05/2008 as 12:00am

Brasileiros ajudam carentes no Brasil

Doações de roupas, dinheiro e outros tipos de mercadorias são enviados mensalmente

Luciano Sodré

No dia 13 deste mês foi comemorado, no Brasil, o Dia da Fraternidade Brasileira. Mesmo poucos brasileiros sabendo da existência desta data, uma grande parcela dos que residem nos Estados Unidos "faz a sua parte para tentar tornar a vida dos necessitados menos sofrida". Esta afirmação foi dada pelo carpinteiro e ajudante de cozinha Silvano de Abreu.

Natural de Vitória, Espírito Santo, ele disse que mora nos Estados Unidos há mais de oito anos e neste tempo já contribuiu com diversas campanhas. "As que mais gosto de ajudar são aquelas que buscam levantar fundos para custear traslados de corpos para o nosso país", acrescenta.

Para ele, a sensação de estar podendo ajudar quem necessita tem sido a maior recompensa. "Depois de três anos vivendo neste país, eu percebi que o bem material não é tão importante quanto se prega", fala salientando que ajudar ao próximo quando "existe a possibilidade é muito gratificante".

Silvano não gosta muito de aparacer, mas resolveu falar sobre as ações que ele vem realizando ao longo de cinco anos. "Sempre que posso eu mando dinheiro para minha mãe comprar cestas básicas e distribuir em bairros pobres", comenta.

No Natal passado ele conseguiu reunir alguns amigos e enviou o montante de 15 mil dólares (mais de vinte e quatro mil reais). "Todo este dinheiro foi revertido para a compra de roupas e alimentos para crianças pobres", fala explicando que não ajuda uma entidade diretamente. "Minha mãe faz questão de comprar tudo e ir pessoalmente, junto com dois primos, fazer as entregas", explica.

Assim como Silvano, outras pessoas acabam aderindo ao lado humano e doador, depois que se mudam para os Estados Unidos. "Acredito que isso se deva à facilidade de adquirir as coisas e saber que se eu mandar 100 dólares hoje para alguém que precisa, amanhã terei meu dinheiro de volta", complementa. "Vamos ajudar, pois uma cesta básica por mês não vai fazer diferença alguma em nosso orçamento. Se todos os brasileiros que moram fora do Brasil e ganham bem se unissem para ajudar o próximo, seriam mais de dois milhões de famílias recebendo uma cesta básica por mês", conclui.

CAMPANHA

Uma prova da união e solidariedade da comunidade brasileira que vive neste país são as campanhas realizadas. Recentemente foi lançanda a rifa de uma camionete, cujo dinheiro arrecadado servirá para custear as despesas de tratamento do lavador de carros Sérgio Moreira, 45 anos. Ele está acometido de câncer no estômago e precisa de ajuda.

Diante desta necessidade, dezenas de lojas brasileiras e membros da comunidade se uniram a ele em sinal de apoio. Quem quiser ajudar pode entrar em contato através do telefone (781) 630-1712.

CESTA BÁSICA
Uma cesta básica econômica, na região de São Paulo, pode ser adquirida por apenas $20.00 (pouco mais de R$ 30,00). Veja os íntens que uma cesta assim possui:

02 pacotes de feijão Tp1 de 1kg

01 pacete de arroz Longo Fino Tp1 de 5Kg

01 pacote de farinha de Mandioca de 500g

01 pacote de farinha de trigo de 1Kg

01 pacote de fubá de 1kg

01 pacote de sal de 1Kg

02 pacotes de macarrão Espaguete de 500g

01 pacote de café moído de 250g

02 pacptes de açúcar de 1Kg

01 lata de óleo de Soja de 900ml

01 lata de Sardinha de 130gr.

(fonte: www.paodeacucar.com.br)

Fonte: (Brazilian Times)