Publicado em 27/05/2008 as 12:00am

Brasileiro é preso depois de tentar sequestrar mulher em Abington-Massachusetts

O crime aconteceu em Abington e com ele foi encontrado produtos químicos

   

Da redação

 

A polícia de Abington, em Massachusetts, prendeu na quinta-feira (21), o brasileiro Vanderley Araújo, de 34 anos, que reside na cidade de Quincy. Ele foi preso sob acusação de que estaria ligado à tentativa de sequestro de uma mulher.

Junto com ele foi encontrado produtos químicos, luvas de borracha e um casaco (poderia ser usado para cobrir o rosto e disfarçar a identidade). Segundo o boletim divulgado pela polícia, os investigadores acreditam que Araújo usaria os produtos para tentar dopar a a vítima e raptá-la. Não foi informado o nome da mulher.

Para chegar à identidade do suspeito, os policiais retiraram as impressões digitais de Araújo através de uma base de dados nacional e do Departamento de Imigração.

Segundo os investigadores, a mulher, de 23 anos de idade, estava caminhando nas proximidades da Washington Street, em Abington, quando Araújo saltou de trás de alguns arbustos e "agarrou a cabeça da vítima com as duas mãos, mas ela consegiu se liberar e correu para o meio da rua fazendo sinal para um veículo que passava no momento".

O motorista parou e deu auxílio à mulher, levando-a até o estacionamento de uma igreja brasileira, na Rota 18, cerca de um quilômetro do local onde aconteceu o ataque.

Depois, a polícia foi acionada e quando os policiais chegaram ao local acabaram encontrando o brasileiro no interior de um veículo, no mesmo estacionamemto. Ele foi apontado por algumas pessoas que estavam saindo da igreja, as quais viram ele tentando se esconder no veículo.

Foi neste momento que os policiais se dirigiram até o veículo e deram voz de prisão para o brasileiro e acabaram encontrando os produtos químicos e o restante do material já citado. "A substância encontrada tinha um cheiro muito forte", ressaltou o chefe de polícia Christopher Cutter. "Os policiais tiveram dificuldade até para cheirar o material", acrescenta, finalizando que Araújo não tinha ligação alguma com a igreja.

Fonte: (www.wickedlocal.com)