Publicado em 4/06/2008 as 12:00am

Blue Cross Blue Shield investe no jornalismo imigrante

Em almoço para toda a imprensa imigrante da Nova Inglaterra no dia 18 de abril, a Fundação Blue Cross Blue Shield de Massachusetts vai anunciar o patrocínio do trabalho do jornalista brasileiro Eduardo

  

Blue Cross Blue Shield investe
no jornalismo imigrante

Em almoço para toda a imprensa imigrante da Nova Inglaterra no dia 18 de abril, a Fundação Blue Cross Blue Shield de Massachusetts vai anunciar o patrocínio do trabalho do jornalista brasileiro Eduardo Amaral de Oliveira.

Nos próximos 12 meses, Oliveira atuará como repórter de saúde, cobrindo os assuntos mais urgentes para diversas comunidade imigrantes, entre elas a hispânica, haitiana, chinesa, cambojana, coreana, japonesa, irlandesa e a brasileira.

Oliveira, um ex-editor de três semanários brasileiros e correspondente do jornal Boston Globe, vai publicar reportagens em inglês no site ethnicnewz.org, que é gerenciado pelo Centro de Media e Sociedade da UMass-Boston. O objetivo do New England Ethnic Newswire é disponibilizar as matérias, sem qualquer custo, para republicação pelos parceiros da imprensa imigrante.

"Este é, com certeza, o futuro da imprensa imigrante nos EUA. A UMass está focalizada em fortalecer a imprensa imigrante e não em concorrer com ela. Tanto que os seus projetos não dependem de recursos provenientes de anunciantes, mas sim de fundações," disse Oliveira.

Para os diretores da Blue Cross Blue Shiled, o evento será uma boa oportunidade para estabelecer contato com a imprensa imigrante. Para os jornalistas da comunidade, ele oferece uma rara chance de conhecer representantes de outras fundações, como da MetroWest Community Health Care Foundation e da Partners Healthcare.

O almoço acontecerá das 12h às 13h30 na sede da Fundação Blue Cross Blue Shield (4º andar do The Landmark Center, 401 Park Drive, Boston), e só está aberto aos jornalistas imigrantes. Vagas de estacionamento serão disponibilizadas. Para confirmar presença ou obter mais informações ligue para 603 233 5200.

Fonte: braziliantimes