Publicado em 5/06/2008 as 12:00am

Grupo Mulher comemora 13 anos neste sábado

O Grupo Mulher Brasileira comemora seu décimo-terceiro ano de existência neste sábado, dia 7, com um brunhc à brasileira das 13 às 16 horas, na Filarmônica Santo Antônio, conhecida como Clube Português, em Cambridge (576 Cambridge Street).

O Grupo Mulher Brasileira comemora seu décimo-terceiro ano de existência neste sábado, dia 7, com um brunhc à brasileira das 13 às 16 horas, na Filarmônica Santo Antônio, conhecida como Clube Português, em Cambridge (576 Cambridge Street). O evento também é o único promovido anualmente com o objetivo de arrecadar fundos para o Grupo. "Tudo que fazemos é de graça", explica a co-fundadora e presidente do Grupo, Heloisa Galvão. "Desde a nossa clínica mensal de imigração, os nossos seminários e reuniões, o Festival da Independência e a participação na Cooperativa Vida Verde, tudo é gratuito. Este evento, porém, pretende arrecadar fundos para que possamos continuar fazendo o trabalho voluntário que fazemos. Contamos com a participação e o apoio da comunidade, eles são fundamentais, caso contrário, nosso trabalho perde o significado".

A presidente do Grupo que em 1995, quando o GMB foi criado, a "comunidade dava seus primeiros passos para ocupar um espaço que lhe era devido mas que não lhe pertencia ainda. O Grupo e a comunidade têm caminhado juntos todos estes anos. Nossa comunidade cresceu e amadureceu e isto se reflete na atuação do GMB". Há dez anos, ela continua, as necessidades e o perfil da nossa comunidade eram um pouco diferentes até porque o momento político que vivíamos então também era diferente. Hoje nós temos mais visibilidade e mais pessoas lutam pelos direitos dos imigrantes, mas por outro lado a necessidade cresceu muito".

Segundo Heloisa, o Grupo endossa campanhas que nascem na base da comunidade. "Em meados dos anos 90, a luta era por carteira de motorista, principalmente. Hoje, a luta é por uma reforma da lei de imigração, uma legalização geral e irrestrita, pela suspensão imediata das batidas da imigração, pelo respeito aos direitos das pessoas independente de documento. Também lutamos pelo exercício pleno da nossa cidadania".

Prêmios

Robert Hildreth, o misterioso benfeitor que doou cerca de $200 mil dólares para pagar a fiança de trabalhadores presos pela imigração na batida de março de 2007 em New Bedford, vai receber o Prêmio Comunitário "Mangeca Fanghaenel"e Jessica Rodrigues Dias, 17, líder estudantil, concluinte da Somerville High School e filha de imigrantes portugueses, é a ganhadora do Prêmio Liderança Jovem 2008.

A oradora oficial da festa de aniversário do Grupo Mulher será a líder sindical Rocio Sáenz, presidente do SEIU Local 615 e líder da campanha Justiça para Zeladores. A exemplo do ano passado, o programa também inclui entrega de certificado a brasileiras cidadãs norte-americana. "A participação cívica tanto aqui como no Brasil é uma das nossas metas. Só votando, podemos realmente mudar o estatus quo", opinou Heloisa.

A música ficará a cargo de Valdisa Moura e Lúcia Regina, com a participação especial de Regina Bertholdo e do Grupo Mulher Brasileira. Para mais informações, ver o programa completo, e comprar ingresso, visite a página do Grupo www.verdeamarelo.org ou telefone para 617-787-0557 ramal 15.

Fonte: (Brazilian Times)