Publicado em 24/06/2008 as 12:00am

Hillary Clinton parabeniza brasileiro ganhador do Tony

A senadora Hillary Clinton, que se retirou neste mês da disputa pela candidatura à Presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, compareceu ontem ao espetáculo "South Pacific", na Broadway, na cidade Nova York, e foi cumprimentar o brasileiro Pau

A senadora Hillary Clinton, que se retirou neste mês da disputa pela candidatura à Presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, compareceu ontem ao espetáculo "South Pacific", na Broadway, na cidade Nova York, e foi cumprimentar o brasileiro Paulo Szot, vencedor do Tony na última semana.

"Foi emocionante tê-la na platéia e cantar para ela 'Some Enchanted Evening'", relatou Szot à Folha Online.

Szot sustenta que realmente nada mudou em sua vida após o prêmio. Ele também afirmou que o aumento de cachê de mais de 500% já estava previsto em sua renovação de contrato, que ocorreu antes do Tony.

Mesmo assim, de certa forma, o cantor admite que o prêmio mudou um pouco as coisas. "A procura para os ingressos, que já era grande antes do Tony, aumentou muito, o que deixa os produtores muito felizes. O público fica ainda mais entusiasmado quando um espetáculo recebe tantos prêmios como no caso de South Pacific", segundo o filho dos imigrantes poloneses Kazimierz e Zdzislawa (chamada de Dirce, no Brasil). O pai, conhecido como Casimiro, criou o grupo de canto e dança folclórica da polônia Wiosna na cidade de Ribeirão Pires (Grande São Paulo), que acabou por colocar desde cedo o ator em contato com as artes.

Assédio

Com sucesso nos EUA não apenas por sua voz, mas também por sua aparência, Szot comentou o assédio do público feminino nos shows. Ele afirma que recebeu apenas uma cantada durante a temporada.

"Acho que para o público feminino o Emile de Becque é um sonho. Um homem que se opõe à guerra e luta pelo amor", afirmou Szot ao tentar explicar o fascínio que o personagem exerce.

Ele também afirmou que a carreira é prioridade. "Minha vida pessoal se molda à minha vida profissional", mas o vencedor do Tony também disse crer que o físico é importante para a carreira.

"Acredito que o tipo físico é importante e determinante para certos papéis", disse Szot. que foi para a Polônia com 18 anos e morou oito no país.

O brasileiro disse que em breve terá novidades em relação a Hollywood. Quanto a musicais, Szot afirmou que gostaria de interpretar Tevia de "O Violinista no Telhado", mas que não pode fazê-lo agora.

"Eu sempre adorei o Violinista no Telhado, mas terei que esperar um pouco para o papel de Tevia", afirmou, complementando que sua canção preferida em "South Pacific" é "This Nearly Was Mine".

Fonte: (folha online)