Publicado em 30/06/2008 as 12:00am

Oito brasileiros ficam desalojados após incêndio

Não houve feridos, mas a densa fumaça assustou os moradores

Por Elizabeth M. Simões

 

(Brockton-Massachusetts) O basement de um apartamento localizado em Revere Street foi completamente destruído pelo incêndio que começou às vinte horas da quinta-feira (26), e só foi controlado pelos bombeiros no dia seguinte. Os moradores da casa ficaram desalojados após a interdição do edificio, sendo, oito deles brasileiros.

O mineiro Renato Mendonça, de São José do Divino, estava fora de casa no momento do acidente. Ele perdeu todos os pertences que foram dizimados com o incêndio.

Daniel Jose Quintanilha, morador do segundo andar, teve dificuldades para abandonar o local, "Eu e um colega sentimos o cheiro de queimado. Eu desci correndo pelas escadas e mal conseguia enxergar porque a casa já estava tomada pela fumaça. Mesmo engasgando e perdendo o fôlego consegui escapar pela porta principal, porém meu amigo teve que saltar pela janela", descreveu Daniel.

Conforme os bombeiros, um curto circuito teria provocado a alastramento do fogo, a exsitência de alguns carpetes em torno das caixas de eletricidade agravaram as chamas e provocaram a densa fumaça que tomou a residência.

Outros quatro moradores eram Cabo Verdianos e aceitaram ajuda da Cruz Vermelha. Eles foram hospedados no Hotel Holliday Inn.

Enquanto isso, Carlos da Silva, presidente da entidade Assistência Total, foi chamado para tratar da acomodação dos oito brasileiros, "Eles me procuraram porque souberam que o imóvel não estava segurado e estavam preocupados com a locação de um novo apartamento. Eles não queriam uma hospedagem provisória, pois precisavam reestabelecer a rotina normal e voltar a trabalhar com urgência. Pensando nisso, eu conversei com Andreza Vaz da Silva, responsável pelo contrato dos brasileiros no apartamento. Imediatamente, ela providenciou nova habitação para todos", comentou Carlos da Silva.

Renato Mendonça, ainda está morando provisóriamente com a irmã, na cidade de Stolen-MA, "Perdi móveis, utensílios e roupas, mas sei que trabalhando na minha oficina mecânica eu irei recuperar o prejuízo", disse Renato, que não escondeu o entusiasmo de revelar o retorno ao Brasil, programado para o mês de Dezembro.

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times)