Publicado em 7/07/2008 as 12:00am

Alta nos preços do cigarro pega de surpresa brasileiros nos EUA

Implemento tem causado polêmica com suposto viés de conter o crescente número de usuários de tabaco

Por Marcelo Zicker

Na semana passada, os fumantes de Boston se depararam com uma surpresa nada agradável ao efetuar a compra de seu rotineiro maço de cigarro. Uma alta exorbitante no preço de cada pacote foi adotada, mais uma refração inflacionária do instável mercado financeiro que assola a maior potência do mundo. A antiga média de $5.90 por cigarro, chega agora à bater $6.50 em Somerville e improváveis $9.00 em New York.

Respaldada por políticas de saúde pública que visam a diminuição do consumo do cigarro e legitimada pela eminente recessão que atravessa o país desde o ano passado, a medida tem dividido opiniões, ao passo que, enquanto uns enxergam no fato uma porta de saida da dependência química do tabaco, outros somente atrelam o fato a mais um encargo ao orçamento familiar, negando a possibilidade de se desvincular do vício pelo acontecimento.

Não é o caso de Alberto Gabrielle que há 9 anos trocou a capital de São Paulo por Somerville e atualmente é motorista de delivery. " Esse aumento de preços está me fazendo fumar menos. Passei de um maço e meio de cigarros por dia, para apenas um. É uma economia a mais pra mim" afirma. O paulista de 35 anos ainda acredita que mais do que uma despesa a menos, parar de fumar gera uma mudança de hábitos. " Tomara que aumente mais ainda, pois é uma forma de nos fazer repensar sobre como estamos agindo com nosso corpo. Isso tem que levar a outras pessoas pararem de fumar também!" enfatiza Alberto.

O mineiro Manuel Faleiro é tão enfático quanto, mesmo que opinando de forma contrária. " Não vou parar de fumar , não é um aumento nos preços que vai me fazer parar. Continuo fumando a mesma quantidade de antes" diz Faleiro. Ele ainda revela uma manobra de driblar mais esse gasto. "Em New Hampshire, o cigarro é bem mais barato, estou viajando semana que vem para lá no intuito de comprar cigarros. Compensa muito, ainda mais com esse aumentos de preços". Detalhe : Em New Hampshire não há tributos insididos sobre os cigarros.

Medida pode incentivar o contrabando de falsificados

A repercussão do aumento no preço do tabaco também encontra espaço na preocupação com a expansão do mercado contrabandista de cigarros falsificados. Uma vez que a grande indústria é obrigada a taxar por volta de metade do valor de venda final, o cigarro contrabandeado chega ao mercado sem passar pelo crivo da receita americana . Resultado: uma concorrencia desleal e covarde em cima das grandes marcas, que atuam comitantemente a lei. Segundo Phillip Awe, representante do US Bureau of Alcohol, Tobacco, Firearms and Explosives, a agência de prevenção ao tráfico está sempre em alerta, tendo expandido as investigações com a abertura de 700 novos casos nos ultimos 5 anos. "Há caminhões de cigarros que estão sendo transportados em todo o estado agora, por uma questão de explorar a diferença das taxas de imposto` alerta a autoridade.

Fonte: (Augusta Chronicle, The)