Publicado em 17/07/2008 as 12:00am

Brasileiros membros de gangues são presos em Brockton

Em ação da Imigração dos EUA, vários brasileiros foram detidos

Numa varredura de dois dias, organizada pela Imigração Federal na cidade de Brockton, foram presos 11 membros suspeitos de fazerem parte de organizações criminosas, dentre eles, brasileiros.

"Em contrapartida ao clima, cada vez mais quente, a ação pode ajudar a esfriar a violência na cidade segundo autoridades." Brockton pode incendiar com o clima quente, mas só de eliminar mais esse fator de violência é uma grande ajuda no bem-estar da cidade", disse Conlon William Chefe de Polícia.

"A operação, que terminou na última quinta-feira, foi organizada juntamente com a polícia local, e prendeu 11 membros suspeitos de pertencerem a gangues, assim como outros 11 que estavam ilegais no país e irão ser encaminhados para a deportação." Essas pessoas pertenceriam às gangues South Side Affiliates, Tremont Street, Owens Avenue e Annis Avenue' disse Bruce M. Foucart, agente especial encarregado do Instituto de Investigações de Boston. "Estrangeiros criminosos são um flagelo para a sua cidade, sempre faremos questão de mostrarmos quem são eles. Já o fizemos e continuaremos a fazê-lo", continua Foucart.

A varredura é a última do ICE Operation Community Shield, uma açãoque já prendeu  8.900 criminosos estrangeiros desde 2005. Segundo Foucart , houve 322 detenções na região da Nova Inglaterra só esse ano, muitos deles com certeza membros de gangue e com registros criminais que vão de assalto, intimidação de testemunha, extorsão e destruição de propriedade. Os suspeitos detidos na operação são cidadãos de Angola, Cabo Verde, Colômbia, República Dominicana, Haiti, e vários do Brasil, de acordo com o ICE. Dos 22 detidos, 16 foram residentes permanentes com condenações penais, tornando-os elegíveis para a deportação. Cinco estavam vivendo ilegalmente no país, e seguem para a ordem de expulsão. Alguns desses presos cometeram crimes em Brockton, mas são de outras comunidades, disse a polícia. Fall River, Stoughton, Taunton e Boston são algumas cidades com históricos criminais desses bandidos. Também foram apreendidas na operação quatorze armas.

Gangues causam medo na comunidade

 

A notícia de presos brasileiros estarem na lista negra da polícia dos EUA, por pertencerem à supostas gangues, repercutiu de forma negativa na comunidade brasileira. Conforme a reportagem do BT apurou, o medo é o principal sentimento entre nossos conterrâneos nesse momento. "Não esperava isso de alguém que veio a esse país buscar ser feliz, ganhar dinheiro, sustentar seus filhos. Ninguém que está aqui precisaria fazer isso, seja legal ou ilegal, esse país nos dá a chance de ter nosso emprego, de ganhar nosso dinheiro de forma honesta e correta." desabafa Evanílson Pereira Marques, mineiro da cidade de Luz, há oito anos vivendo em Somerville. O atual profissional da construção civil, ainda se mostra inconformado com um fator muito importante: a segurança. "Desde que eu cheguei aqui, me acostumei com a segurança que temos, de poder deixar nossos filhos andarem tranquilamente na rua, de poder ter liberdade de ir e vir em todo lugar, até mesmo a porta da nossa casa nem sempre está trancada, porque nos acostumamos a viver num lugar sem violência. Mas e agora?" indigna-se mais ainda Evanílson.

Apesar de desconhecer os nomes dos brasileiros envolvidos, muitos dizem que desconfiam dos suspeitos. É o caso de Ernani Mascarenhas, goiano de Anápolis, que há 15 anos vive em Somerville. "Em todo esse tempo que estou aqui, já conheci muita gente que tinha 'pinta' de bandido, que não duvidaria se os visse entre os presos. Tem gente ruim em todo lugar do mundo, não é aqui que vai ser diferente" afirma o 'faz-de-tudo-um-pouco Ernani, que atualmente trabalha com delivery. 

Fonte: (Da Redação)