Publicado em 22/07/2008 as 12:00am

Restaurante brasileiro é assaltado em Deerfield Beach

Ladrão invadiu o Café Mineiro de madrugada e levou cerca de mil dólares

Mais um assalto em Deerfield Beach envolvendo um estabelecimento brasileiro. Desta vez o alvo foi o Café Mineiro, invadido na madrugada de segunda-feira por um ladrão mascarado, que arrombou a porta dos fundos do restaurante e levou cerca de mil dólares que estavam guardados no escritório. Este foi o terceiro assalto recente a lojas brasileiras naquela mesma plaza, a Village Mart, na Federal Highway (quase na esquina com a 10th Street): o Coffee & Company e a Blue Fashion já haviam sido vítimas dos bandidos.
A ação no Café Mineiro aconteceu às 3:45 am e foi flagrada pela câmera de segurança do estabelecimento. O vídeo mostra o assaltante seguindo direto para o escritório do proprietário Daniel Arantes, depois de destruir a porta dos fundos do restaurante. Ele ainda circulou por entre as mesas e pelo bar, mas não levou qualquer outro objeto ou bebida. Tudo foi feito em apenas três minutos.
Alguns funcionários desconfiam que trata-se de alguém que conhecia o local pela rapidez com que ele se dirigiu ao escritório, mas Daniel acredita que as imagens não dão esta certeza. "O material será enviado para os policiais para ajudar nas investigações", explicou o proprietário, que há poucas semanas confirmou que vai estudar propostas para vender o estabelecimento. Não havia ninguém na casa naquele momento, mas Daniel garantiu que vai reforçar as trancas e os cadeados do Café Mineiro.
Além das lojas da Village Mart, outros negócios brasileiros também foram assaltados na região de Deerfield e Pompano Beach no últimos meses. A lista é longa e inclui a Celular Zone (revendedora da Metro PCS, na Dixie Highway), a Creative Photo Studio, a Tax House e o supermercado brasileiro (estes no Village Shops, na Federal Highway, em Pompano Beach) e vários estabelecimentos na plaza do restaurante Renascer. As autoridades não conseguiram pistas para prender os assaltantes em qualquer um destes casos.
 

Fonte: (Brazilian Times)