Publicado em 3/08/2008 as 12:00am

Foi mesmo um brasileiro o premiado na loteria de New York

A administração da Loteria do estado de New York confirmou oficialmente que o motorista de limusine brasileiro Marcos Penteado, de 57 anos, residente em Astória, Queens (NY)

A administração da Loteria do estado de New York confirmou oficialmente que o motorista de limusine brasileiro Marcos Penteado, de 57 anos, residente em Astória, Queens (NY).

O restaurante Water’s Edge, em Long Island City (NY), abrigou a cerimônia de entrega dos prêmios que totalizaram US$ 3 milhões. A quantia foi dividida entre Marcos Penteado, que recebeu um cheque no valor de US$ 1 milhão, e a aposentada Sharon Miltz, 53 anos, de Flatbush, Brooklyn (NY), que recebeu US$ 2 milhões.

Ambos receberam os prêmios das mãos da apresentadora estreante em New York City, Gretchen Dizer, da New York Lottery.

Marcos utilizou a expressão “não acredito” como a única forma de descrever sua reação quando viu o símbolo de US$ 1 milhão estampado ao raspar seu bilhete “$500,000,000 Extravaganza”.

“Você não acredita no que está vendo”, lembrou ele durante a cerimônia de entrega do cheque. “Demora alguns segundos para cair a ficha e, então, você não consegue parar de olhar. Eu fiquei tão nervoso que tive que ligar para companhia e avisar que não iria trabalhar naquele dia”.

Penteado disse que joga religiosamente na loteria desde que chegou à New York há 14 anos atrás. “Compro dois bilhetes todas as quartas-feiras (dia do pagamento), certo como um relógio”, disse ele. “É sempre esse”.

O brasileiro lembrou que, depois de retornar de férias com sua esposa, Laura Penteado, que limpa casas, ele planeja utilizar o dinheiro do prêmio para abrir seu próprio negócio e, conseqüentemente, “melhorar ainda mais a situação financeira”.

Marcos receberá a quantia de US$ 1 milhão em 20 pagamentos anuais de US$ 50 mil brutos, sendo US$ 32,251, já com os devidos descontos.

O brasileiro comprou o bilhete premiado no último 9 de julho, na Mercearia AAR, na 30th Avenue, em Astória (NY). Ele reclamou o prêmio no Centro de Atendimento ao Cliente de Manhattan no mesmo dia que foi sorteado.

Já Sharon Miltz disse que não joga com freqüência na loteria. “Geralmente, eu gasto apenas US$ 20 ao ano na loteria”, disse ela, que considerou-se uma “novata”. Ela admitiu que gastou US$ 5 da quantia anual, que garantiu-lhe receber US$ 2 mil no jogo “Week for Life” (Todas as semanas por toda a vida), que ela disse ter comprado por acaso. “Não sei o que me levou a comprar o bilhete na ocasião. Geralmente, eu nunca compro, mas comprei naquele dia e simplesmente deu tudo certo”, comentou a vencedora.

A sorte de Miltz em ser sorteada no “Win $2,000 a Week for Life” garantiu-lhe o prêmio de US$ 2 milhões que ela receberá em parcelas (quadrimestrais) por toda a vida. Ela recebeu o pagamento inicial de US$ 36 mil brutos, resultando no valor líquido de US$ 23,221. A cada quadrimestre, ela receberá a quantia bruta de US$ 26 mil, totalizando US$ 16,771, já descontados os impostos, a cada três meses.

Miltz e seu marido, Steven, que trabalha em um depósito de madeira no Brooklyn (NY), disseram que ainda não sabem o que fazer com o prêmio de US$ 2 milhões. Ela comprou seu bilhete no último 10 de julho em uma banca de jornais da A.K., na Avenida M, no Brooklyn. Ela reclamou o prêmio no Centro de Atendimento ao Consumidor da Loteria em Manhattan (NY) no dia seguinte.

Fonte: (Brazilian Voice)