Publicado em 5/08/2008 as 12:00am

Dificuldades não atrapalham Centro Bom Samaritano

Há dez anos proporcionando ações solidárias em favor da comunidade brasileira, o Centro Bom Samaritano, localizado na cidade de Framingham-Massachusetts, é um dos "portos seguros" para muitos brasileiros que estão enfrentando dificuldades na sua inserção

Há dez anos proporcionando ações solidárias em favor da comunidade brasileira, o Centro Bom Samaritano, localizado na cidade de Framingham-Massachusetts, é um dos “portos seguros” para muitos brasileiros que estão enfrentando dificuldades na sua inserção à sociedade norte-americana.

Segundo o assistente social Manoel Souza, o trabalho oferecido, de forma gratuita, vai desde o fornecimento de informações consulares, sobre documentos e procedimentos para a regularização nos Estados Unidos, até a indicação de diversos tipos de serviços, como advogados especializados em imigração e empresas de seguro saúde mais baratas. “Atuamos de maneira que possamos nortear os brasileiros e mostrar meios para eles sanarem seus problemas. Quem vier aqui, irá receber toda uma orientação naquilo que precisa. Informando, iluminando o caminho”, declara.

Ainda, segundo o assistente social, nesses 10 anos, o maior interesse dos brasileiros sempre foi a busca por empregos, fornecendo contatos. “Muito por causa da crise econômica, essa procura subiu ainda mais, está sendo difícil lidar com tantos pedidos. O panorama atual não está bom, mas eu ainda acredito que a reviravolta está próxima”, afirma o otimista Manoel.

Mesmo com o amplo leque de serviços assistencialistas, o Centro Bom Samaritano se mantém apenas com uma limitada verba advinda da Igreja Católica de Framingham. “A nossa linha de atuação se limita a ser informacional pois não temos ajuda externa que nos permita promover eventos maiores, de grande amplitude. Mas de qualquer forma acho que conseguimos fazer a nossa parte para com a comunidade. Eles sabem que aqui podem encontrar bons conselhos e dicas para seguirem nessa dura vida nos EUA”, afirma Souza.         

Algumas solicitações porém, são curiosas. Muitas das pessoas que procuram o Centro Bom Samaritano, buscam desde adquirir indicações de profissionais autônomos como eletricistas e pedreiros,  passando por dicas de tarefas domésticas, até como também para receber conselhos íntimos. Acostumado, o orgão sabe lidar com esses casos. “É normal as pessoas agirem movidas pelo sentimento, pela carência. Ainda mais aqui nos EUA, onde muitos se encontram longe de suas familias e amigos, e que, por isso se veêm diante de um momento de solidão. Sabemos compreender muito isso e é importante para nós transmitir afeto e palavras de compaixão para nossos conterrâneos”, conclui.

Fonte: (Brazilian Times)