Publicado em 24/08/2008 as 12:00am

Brasileira é assaltada em Framingham

Ao estacionar para cumprimentar um amigo na tarde de anteontem, 20, a brasileira Fernanda Costa, foi vítima de assalto, próximo à Concord Street, em Framimgham.

 Por Marcelo Zicker


            Ao estacionar para cumprimentar um amigo na tarde de anteontem, 20, a brasileira Fernanda Costa, foi vítima de assalto, próximo à Concord Street, em Framimgham. “Ao passar próximo da casa de um amigo, resolvi parar o carro para dar um ‘oi’. Foi muito rápido, estacionei, demorei alguns minutos e quando voltei meu carro já tinha as marcas de arrombamento e minha bolsa tinha sido levada” relata a goiana, há sete anos morando nos EUA.

            Segundo ela, vizinhas do estacionamento flagraram o crime, identificando o culpado como um “homem negro, vestindo casaco escuro com capuz. Ele estava acompanhado de uma bicicleta e saiu do local do incidente com extrema calma, sem deixar pistas”. Fernanda afirma que prestou queixa na delegacia local e que as testemunhas foram muito prestativas na tentativa de descrição do infrator.

            Além de ter o seu Toyota Avalon danificado, Fernanda teve seu Ipod e dois telefones, avaliados em quase mil dólares, roubados. “As chances de reaver esses pertences são difíceis, mas o que importa é que está tudo notificado e a polícia já ciente do acontecido” afirma. Segundo ela, já é a segunda vez só nesse mês que ela é vítima de assaltos ao seu carro. “Na primeira vez, danificaram a mesma porta, porém os assaltantes não conseguiram levar nada. Dessa vez não teve jeito. Aqui é Framimgham está cada vez mais comum ouvir falar em assaltos a carros” desabafa Fernanda, que ouviu dos próprios policiais que a média de assaltos tem crescido na região. “Ao fazer o registro do acontecido, conversei com muitos policiais, que ainda me relataram que o meu caso foi o terceiro somente naquele dia” afirma ela.

            Preocupada, Fernanda lembra o caso recente de uma amiga como exemplo de que a criminalidade está cada vez mais crescente na cidade. “No mês passado, minha amiga deixou o carro com chave na ignição por poucos minutos, para ir até um posto de conveniência. Ao voltar, seu carro não estava lá. Os criminosos estão por toda parte, você não pode descuidar um só minuto da atenção. E em Framimgham, a situação está muito preocupante” completa. 

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times)