Publicado em 19/09/2008 as 12:00am

Igreja Católica em transição

As movimentações paroquiais são lentas e discretas, mas o resultado da boa organização ao redor delas já é notável

Por Elizabeth Simões

 

As imperceptíveis mudanças ao redor das igrejas católicas, em Boston-Massachusetts, estão sendo assimiladas positivamente pela comunidade católica. Como exemplo dessa afirmação, a ativista comunitária e membro da paróquia de Alston/Brigthon, Eliane Coelho opinou, “Na igreja de Santo Antônio, nós começamos a celebrar missas com 30 fiéis e hoje temos 800 pessoas participando dos nossos cultos católicos. Paralelo ao trabalho de evangelização, a igreja formenta cursos de língua, instrução familiar, orientação nas áreas de saúde e até mesmo para a conquista do emprego, entre outros programas e seminários realizados periódicamente”, disse Eliane.

Recém chegado de Bauru-São Paulo, o Padre e psicólogo Cristiano G. Borro, também partilha da mesma visão, “fiquei espantado quando encontrei a comunidade e obtive conhecimento acerca da força das paróquias em Boston. A igreja é viva e cheia de vitalidade. Casais, crianças e toda a família é bem participativa. O brasileiro parece estar feliz e seguro de suas raízes”, analisou o padre, que está planejando cursar em Boston, a sua pós-graduação em Teologia.

Cristiano G. Borro, elogiou a recepção e o acolhimento dos fiéis. “Fiquei admirado com a integração, solidariedade e esforço dos brasileiros. Quero poder colaborar nos projetos e com a evangelização”, disse.    

Enquanto isso, em Everett, o padre Lino Garcia assumiu a coordenação da Arquidiocese. E, no último mês ele esteve em Somerville ao lado do padre Eduardo Marques abençoando a inauguração de um novo empreendimento brasileiro, num breve discurso, ele ressaltou o poder da união das comunidades e reconheceu com satisfação os bons rumos da congregação em Boston.   

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times)